Header Ads Widget

anigif.gif

SEM VENCER HÁ 40 DIAS, ABC APOSTA EM VITÓRIA PARA QUEBRA DE JEJUM


Sem sentir o gostinho de uma vitória há 40 dias na Série C do Brasileiro, o ABC entra em campo pressionado para voltar a conquistar os três pontos, sob o risco de se prejudicar ainda mais na luta por uma vaga na segunda fase. A equipe enfrenta o Floresta-CE, hoje às 17h no estádio Frasqueirão, com a promessa de suar até a última gota para recolocar o clube nos trilhos, após amargar dois empates consecutivos jogando em seu estádio.

Sabedor de que a vitória é importante, antes de tudo, para elevar a animação do grupo, o presidente Bira Marques esteve reunido com o elenco buscando passar o apoio necessário e mostrar que a direção do clube estará caminhando ao lado dos atletas e da comissão técnica.

Além do mais, o treinador Fernando Marchiori vai contar com o retorno de algumas peças importantes na equipe, como o lateral-direita Marcos Vinícius, o zagueiro Richardson e o atacante Wallyson, que não estiveram em campo na recente derrota para o Remo, em Belém do Pará.

A Série de cinco empates e uma derrota, fez toda “gordura de pontos” acumulada pelo clube derreterem, em em caso de um novo empate, o Alvinegro poderá ultrapassado por pelo menos mais dois clubes e cair para penúltima colocação do G-8, fato que transformará as rodadas finais um verdadeiro duelo de vida ou morte. Depois de enfrentar os cearenses, o clube potiguar ainda vai realizar confrontos contra o Vitória (fora), São José (casa) e Figueirense. Todos apontados como confrontos diretos na briga para acabar a fase no G-8.

O ABC vai iniciar a 16ª rodada três pontos na frente do Vitória, que tem 21 e se encontra na décima colocação e a quatro do São José. O que pode ajudar no planejamento do clube, que mira romper a barreira dos 30 pontos para se tranquilizar, são os confrontos diretos que serão realizados nas duas próximas rodadas.

Neste final de semana estão previstos os embates entre Botafogo-PB (3º) x Remo (9º), Paysandu (2º) x Figueirense (4º) e São José (12º) x Botafogo-SP (7º). Na próxima rodada além do encontro entre o ABC e o Rubro-Negro baiano, terá também as partidas envolvendo o Botafogo-SP x Volta Redonda (6º) e Figueirense x São José.

Uma das novidades dentro dessa reta final de primeira fase, Wesley Pionteck acredita que o ABC fará uma apresentação bem melhor em relação aquela que foi apresentada diante Remo e acredita na recuperação alvinegra dentro da competição, bem como num melhor entrosamento com a equipe.

"Cheguei bem fisicamente mas falta apenas um pouco mais de entrosamento com os companheiros do ABC. Porém acredito que com a semana de trabalho essa questão tende a ser minimizada neste próximo compromisso. Neste jogo diante do Floresta, em casa, não temos outra alternativa que não seja buscar os três pontos. Nós treinamos muito bem e estamos confiantes na vitória", disse o novo atacante, que pode ficar no banco de reservas com o retorno de Wallyson.

O zagueiro Richardson confirmou estar recuperado da lesão na coxa e também mira a conquista dos três pontos no jogo deste sábado no Frasqueirão. "Já consegui me recuperar, sofri uma lesão no músculo adutor, passei duas semanas em tratamento e agora estou em condições de voltar. Eu espero retornar com 100% das minhas condições físicas e técnica para poder ajudar os meus companheiros a buscar a vitória", afirmou.

Na opinião do defensor do ABC, dificilmente a equipe irá repetir a atuação onde praticamente nada deu certo registrada na semana passada. Para Richardson o momento é de pensar em uma recuperação forte, pensando na classificação, além de mostrar aos adversários, como é difícil furar o sistema defensivo montado por Fernando Marchiori.

"Nossa defesa vinha realizando grandes jogos e passamos algum tempo sem sofrer gols, agora é o momento de buscar a retomada, mas o sucesso do nosso sistema defensivo inicia com o auxílio dos atacante abecedistas, que também auxiliam na marcação aos adversários. A derrota para o remo foi um jogo atípico para o ABC, sofremos com duas graves lesões de companheiros, a arbitragem também complicou um pouco ao tomar decisões erradas, marcando, inclusive, uma penalidade que não aconteceu. Porém, agora tudo isso é passado e iremos nos focar nlo que podemos fazer daqui por diante”.