Header Ads Widget

anigif.gif

PREÇO DA GASOLINA CAI EM ATÉ R$ 1,00 EM NATAL


O preço da gasolina comum registrou queda em postos de combustíveis de Natal, chegando a patamares de até R$ 7,29, quase um real a menos do que estava sendo praticado há uma semana na capital potiguar. Na capital, postos que oferecem descontos a clientes cadastrados comercializavam a gasolina a R$ 7,23. Na semana passada, o preço em alguns postos da capital chegava a R$ 8,26.

O preço do óleo diesel também apresentou redução nesta quinta-feira (30), conforme constatou a TRIBUNA DO NORTE em visitas a postos de Natal e em consulta aos balanços publicados no aplicativo Nota Potiguar, da Secretaria de Estado da Tributação (SET-RN). O preço estava variando entre R$ 7,20 e R$ 7,89 para o diesel comum e R$ 7,45 e R$ 7,98, no caso do diesel S10. Na semana passada, o diesel estava sendo vendido a até R$ 8,40 na capital, superando o preço da gasolina pela primeira vez em 18 anos.

A justificativa para a redução é a sanção da legislação que isenta os impostos federais nos combustíveis, medida que entrou em vigor no último dia 23 de junho. A lei zera os impostos na gasolina, álcool e gás natural veicular (GNV) até o fim do ano.

“A LC 192 isenta a gasolina, etanol e o GNV dos impostos federais até o fim do ano. Isso na gasolina representa 69 centavos, no etanol em torno de 50 centavos e no GNV é para dar em torno de 40 centavos. Temos tido essa redução por parte das distribuidoras de lá até aqui. Só o que as refinarias comprou a partir da sexta que já vem com a isenção”, aponta o presidente do Sindicato dos Revendedores de Postos de Combustíveis do RN (Sindipostos RN), Maxwell Flor.

Ainda segundo Maxwell Flor, houve uma queda no consumo da gasolina nos postos de combustíveis após o último aumento de 5% registrado pela Petrobras, no dia 18 de junho.

“A cada aumento as vendas diminuem cada vez mais. Nesse último aumento, foi uma negação as vendas. Acredito que o consumidor na expectativa de que esse combustível baixasse, todo mundo segurou o pé, colocou menos combustíveis, e em função disso as vendas caíram. Aqui no meu posto, tive experiência de quase 20%”, aponta.

Segundo o economista Ricardo Valério, membro do Conselho Regional de Economia (Corecon-RN), as reduções com a isenção dos impostos podem chegar a até R$ 1,75 no litro da gasolina, em média, dependendo de cada alíquota anterior de cada Estado. “Em São Paulo já houve uma redução média de R$ 0,48 centavos no preços da gasolina, e aqui em Natal, já saímos de um preços máximo de até R$ 8,20 para uma média de R$ 7,49”, diz.

Valério lembra ainda que os preços atuais poderiam ser mais baixos se não fosse o aumento do último dia 18 desse mês. “Parte da recente redução do ICMS já foi engolida pelo aumento da política atual da Petrobras da PPI, já que como já abordamos, os impostos, apesar de serem antes responsáveis por cerca de 1/3 dos custos, são consequentes a política de preços da PPI: se o dólar e o preços internacionais do barril do Petróleo continuarem subindo, não vamos nos livrar de preços altos. Poderíamos estar a R$ 6,99 a R$ 7,10”, lembra.

Motoristas
Motoristas de Natal ouvidos pela TN informaram que já estão sentindo no bolso as reduções, mas afirmam que os preços dos combustíveis seguem altos. É o caso de Tadeu Aguiar, 37 anos, motorista de aplicativo, que roda em seu veículo cerca de 12 horas por dia.

“Os preços deram uma amenizada, mas ainda não é o que é esperado. Eu uso GNV, mas preciso usar gasolina também. Mas ainda está salgado o preço. Acredito que se você perguntar a 10 motoristas, todos vão reclamar”. Mesmo pensamento tem Paulo Henrique Andrade, 31 anos, que abastece R$ 80 por dia com GNV e outros R$ 60 com etanol para sua profissão, de motorista de aplicativo.

“Notei que o preço do gás apresentou uma queda de 0,10 centavos e a gasolina baixou o preço. O etanol, que é o que eu uso, reduziu de R$ 6,20 e abasteci hoje com R$ 5,90. Faz uma diferença sim, porque era algo que estava só subindo”.

Vários postos de combustíveis foram visitados em três zonas administrativas de Natal nesta quinta-feira (30). Na zona Sul, um posto comercializava gasolina comum com desconto para clientes com pré-cadastro, podendo chegar a R$ 7,27. Sem o cadastro o preço era de R$ 7,49. Em outro posto, na zona Leste, a gasolina, mesmo sem desconto, estava sendo comercializada a R$ 7,29.