Header Ads Widget

anigif.gif

PF VAI INICIAR PROTEÇÃO DE CANDIDATOS NAS ELEIÇÕES 2022

O acirramento e escalada da violência político-eleitoral no Brasil e o medo de novos ataques em eventos públicos, como os ocorridos na semana passada contra eventos em que o pré-candidato à Presidência da República pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva, estava, fez com que a Polícia Federal editasse uma série de atos normativos internos abordando as atuações para dar proteção a candidatos nas eleições deste ano

Além de preparar profissionais e capacitar equipes, ela está distribuindo viaturas blindadas em todas as superintendências regionais, conforme nota divulgada nesta terça-feira 12, em Brasília. A operação terá início após a homologação em convenção partidária da candidatura, em observação à legislação vigente (que tem o prazo para acontecer entre 20 de julho e 5 de agosto do corrente ano).

“Serão mais de 300 policiais envolvidos entre aqueles que comporão as equipes dedicadas de proteção e aqueles das unidades especializadas que apoiarão as equipes dedicadas às visitas dos candidatos aos seus respectivos estados”, detalhou a Polícia Federal, ao informar que carros VIP serão utilizados por candidatos em seus deslocamentos.

PROTEÇÃO
A seleção dos policiais federais foi feita tendo por base a experiência na proteção à pessoa, bem como sua capacidade operacional.

“As equipes de cada candidato estão sendo formadas com fundamento em análise de risco feita por grupo de inteligência policial que atuará durante todo o período eleitoral”, explicou a PF ao acrescentar que “fatores sociopolíticos” subsidiarão as ações das equipes de proteção.

Ainda segundo a Polícia Federal, todas unidades especializadas em proteção à pessoa foram “alinhadas técnica e doutrinariamente” durante o ano de 2021, e, desde então, mais de 160 policiais federais foram formados na Academia Nacional de Polícia por meio do Curso Básico de Proteção à Pessoa.