Header Ads Widget

anigif.gif

JÚNIOR SOUTO DIZ QUE PT JÁ DEFINIU COLIGAÇÃO E DESCARTA RAFAEL MOTTA PARA O SENADO


“Não há espaço para dúvidas. O PT no Rio Grande de Norte definiu que disputará as eleições com a governadora Fátima Bezerra, Carlos Eduardo Alves para o Senado e Walter Alves para vice-governador”, afirmou o presidente estadual do PT, Júnior Souto, sobre a cobrança realizada pelo diretório estadual do PSB, para definição na coligação em torno da pré-candidatura à reeleição da gestora petista. O PSB questionou se o deputado federal Rafael Motta, pré-candidato ao Senado, poderia estar na chapa governista ou se preferia Carlos Eduardo.

Em entrevista exclusiva ao AGORA RN, nesta sexta-feira 15, Júnior disse que, em atenção ao PSB, embora sem espaço para dúvidas, o PT, conforme resolução aprovada no encontro de estratégia eleitoral, definiu que disputará as eleições com o pedetista, ex-prefeito de Natal.

“A composição desta chapa representa a urgência civilizatória de derrotarmos Jair Bolsonaro e o bolsonarismo. E de termos uma bancada de apoio ao presidente Lula, cuja eleição é prioridade máxima do PT do Rio Grande do Norte, juntamente à reeleição da governadora, que está reconstruindo o Estado”, explicou.

Júnior disse ainda que, “sendo o PSB parte do campo progressista brasileiro, fazemos um chamado para que este possa se unir à ampla frente democrática junto ao PT, PCdoB, PV, PDT e MDB, entre outras forças políticas que querem derrotar o bolsonarismo, para eleger Lula presidente e manter o Rio Grande com Norte no rumo certo”.

Em conversa recente com o AGORA RN, Júnior Souto destacou que a estratégia decidida e executada, e sobre a qual não restam dúvidas, tem recebido claros sinais de que está acertada, diante da evolução do cenário eleitoral. “Formamos, então, uma chapa competitiva, que ocupa a liderança nas pesquisas de intenção de voto, deseja e vai intensificar o trabalho, com o propósito avançar na preferência popular e ganhar as eleições de outubro no primeiro turno”, enfatizou.

Ele reforçou a importância da construção e do fortalecimento da aliança política entre os partidos PT-PDT-MDB no Rio Grande do Norte e a indicação dos nomes do deputado federal Walter Alves e de Carlos Eduardo Alves, para disputarem ao lado da governadora Fátima Bezerra, a corrida eleitoral.

“O MDB e PDT são expressões de forças representativas do eleitorado do Rio Grande do Norte e os nossos compromissos recíprocos em torno da reeleição da governadora Fátima Bezerra são razões suficientes para justificar o que estamos construindo”.

Questionamento

Mesmo com Carlos Eduardo sendo referendado no encontro tático do PT como candidato da chapa governista, Rafael Motta, que é aliado político da governadora, insiste em manter sua pré-candidatura ao Senado, como o candidato de Lula e afirmando voto em Fátima Bezerra.

“Já não vale argumentar a questão da atemporalidade da iniciativa tomada por Rafael Motta, uma vez que o partido é soberano quanto à manutenção ou não da candidatura ao Senado”, disse.

Júnior Souto esclareceu que o PT reconhece e avalia positivamente as relações com o PSB, deixando claro que, no processo preparatório para as eleições, sempre manifestou interesse efetivo e compromisso com a continuidade do mandato de Rafael, “em razão da confiança de poder contar com seu apoio para implementar nossa agenda de reconstrução nacional”.