Header Ads Widget

anigif.gif

EX-AGENTE DE INFLUENCIADOR LUVA DE PEDREIRO SE DEFENDE DE ACUSAÇÕES


Ex-empresário do Luva de Pedreiro, Allan Jesus, se defendeu de acusações sobre o seu contrato com o influenciador, em reportagem do programa Fantástico, da TV Globo, no domingo. Há duas semanas, o ex-agente do Luva entrou na Justiça contra Globo e Record para que não veiculassem informações sigilosas do contrato entre as partes.

Allan Jesus disse que não viu problema com a cláusula que previa uma multa de R$ 5,2 milhões em caso de rescisão unilateral, válida somente para o Luva de Pedreiro. "Considero (um contrato equilibrado)", afirmou, ao se defender.

"Nunca faltou nada para ele. Temos um calendário de recebimento que precisamos respeitar. (Um valor de) Mais ou menos R$ 2,2 milhões. Eles vão ser pagos a partir de julho", afirmou Allan Jesus. Luva de Pedreiro contou que não sabia de valores a receber, nem de conta jurídica, em entrevista realizada no último fim de semana. O influenciador também voltou a reclamar da falta de liberdade no contrato assinado com Allan: "era tipo um cárcere privado".

O ex-agente ainda afirmou que o Luva de Pedreiro sabe ler, algo que o próprio influenciador negou em entrevista, em versão corroborada por sua irmã, que ficou responsável por escrever as legendas de seus vídeos nas redes sociais.

Quando o nome da empresa de Allan Jesus apareceu na placa que o YouTube concede aos seus criadores de sucesso, muitos seguidores do jovem reclamaram. A história envolveu até o craque Neymar, que questionou por que a placa não tinha apenas o nome de Iran. Luva conta que foi obrigado pelo empresário a mentir para o camisa 10 da seleção brasileira sobre a placa. "O YouTube pode fornecer várias placas", disse Alan. O YouTube rebateu a declaração do ex-agente e informou que só concede uma unidade.

Luva é agenciado por Falcão

No fim de junho, o Luva de Pedreiro assinou com um novo empresário. A lenda do futsal Falcão passou a agenciar a carreira do jovem, cujos vídeos nas redes sociais viralizaram em todo o mundo nos últimos meses. De acordo com o Fantástico, no contrato atual entre Luva e Falcão, o influenciador tem direito a uma casa luxuosa à beira-mar, em Pernambuco, e remuneração mensal de R$ 100 mil. Além disso, vai ficar com 60% do cachê de todo o seu futuro trabalho, com o novo empresário.

"Acredito que ele (Luva) foi manipulado numa promessa de dinheiro rápido, fácil", diz Allan Jesus, que alega que o influenciador e seu novo empresário começaram a se falar ainda em abril, um mês depois da assinatura do primeiro contrato de Iran.

No próximo dia 26, haverá uma audiência de conciliação entre as partes. Até lá, a Justiça determinou que Iran cumpra os compromissos assumidos no contrato com seu ex-empresário. "Entramos em uma ação contra o Allan pedindo a nulidade do contrato que foi assinado por uma pessoa que não tinha capacidade de saber o que estava assinando", afirmou Plínio Lemos Jorge, atual advogado do Luva de Pedreiro.

Em meio às polêmicas envolvendo o rompimento com seu ex-empresário Allan de Jesus por questões financeiras e de patrocínio, o jovem passou de 14,6 milhões para 17,2 milhões de seguidores no Instagram e, desta maneira, superou Corinthians, Palmeiras e São Paulo, que somam juntos 16,2 milhões de seguidores.

Além dos números expressivos em interação com o público, o jovem recebe menções constantes nas páginas dos principais jogadores e clubes do mundo. Há alguns meses, Luva de Pedreiro também passou o youtuber Fred (9 milhões), do canal Desimpedidos, e se tornou o influenciador mais seguido do mundo do futebol.


Estadão Conteúdo