Header Ads Widget

anigif.gif

CORPO ENCOTRADO NA GRANDE NATAL É DE MOTORISTA DE APLICATIVO DESAPARECIDO


O corpo encontrado na tarde desta segunda-feira (18) em uma área de matagal em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, é do motorista por aplicativo e pastor evangélico Francisco de Assis Conceição, de 58 anos, que estava desaparecido desde sexta-feira (15).

O corpo foi encontrado com documentos da vítima e confirmação foi feita pela Polícia Civil. Amigos também reconheceram o corpo e as roupas que Francisco usava no dia em que desapareceu.

Por conta do crime, motoristas por aplicativo fecharam no fim da tarde uma das vias de acesso à Ponte Newton Navarro para pedir mais segurança. O acesso no local estava normalizado no início da noite.


Protesto aconteceu durante a tarde — Foto: Reprodução/Redes sociais

O corpo de Francisco foi encontrado em um cacimbão desativado de mais de 35 metros de profundidade e cerca de 1,5m de diâmetro, segundo o Corpo de Bombeiros.

O trabalho para retirada do corpo durou cerca de 3 horas.

"Foi necessário juntar duas equipes. A de salvamento veio do comando geral para dar apoio à nossa equipe", explicou o sargento do Corpo de Bombeiro, Jair Lira, comandante da operação.

As causas da morte do motorista por aplicativo vão ser investigadas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A delegacia informou que o corpo não foi encontrado com marcas de tiros ou sinais claros de traumas.

O corpo vai passar pela autópsia do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).


Francisco de Assis Conceição, de 58 anos, foi visto pela última vez na sexta-feira (15) na Grande Natal. — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Desaparecimento

Francisco de Assis foi visto pela última vez por volta das 16h da sexta-feira (15), em frente ao condomínio Ruy Pereira, em São Gonçalo do Amarante. Ele teria aceitado uma corrida e desde então não entrou mais em contato com ninguém.

O carro do homem, modelo Cobalt de cor prata, foi encontrado neste domingo (17) por policiais do 16º Batalhão da Polícia Militar, responsável pelo patrulhamento no município.

O veículo estava escondido em um matagal entre os conjuntos Brasil e Luiza Queiroz. O Instituto Técnico-Científico de Perícia foi acionado ao local para periciar o carro.