Header Ads Widget

anigif.gif

ÍTALO FERREIRA VIRA BATERIA NA ÚLTIMA ONDA E SE CLASSIFICA PARA FINAL


Competindo pelas quartas de final, na tarde desta segunda-feira (27), Ítalo Ferreira ganhou de virada, na última onda, em duelo contra Miguel Pupo. Nos minutos finais da bateria, conseguiu uma onda de nota 8.17, igualando sua pontuação à do rival. Com essa, se classificou pelo critério de desempate da melhor nota. Uma das semifinais do Rio Pro será disputada com o irmão do rival de hoje, Samuel Pupo.

"Está sendo uma competição bem difícil, porque está frio e eu não gosto de surfar com roupa de borracha. Eu precisei me arriscar, fazendo uma grande nota para a virada, busquei a rotação no aéreo e consegui. Faltam duas baterias para eu alcançar o meu objetivo no campeonato e eu espero continuar na mesma pegada para alcançar o objetivo", disse Ítalo Ferreira ao Globo Esporte.

A bateria de Ítalo começou animada. Miguel abriu o seu somatório com um 5.67 contra um 4.33 de Ítalo. Aos 10 minutos corridos, o campeão olímpico virou o confronto com um 4.07. Pouco depois, o potiguar trocou de nota com um 4.50. A 15 minutos do fim, Miguel retomou a liderança com um 3.23. Na sequência, porém, Italo surfou para um 5.17, voltando ao primeiro lugar.

Logo mais, aproveitando uma oportunidade, Pupo achou um 7.67, voltando ao topo e deixando Italo a um 8.17 da virada. Mas campeão é campeão. A três minutos do término, Italo voou, e os juízes deram-lhe exatamente 8.17, que o deixava na frente no desempate da melhor nota. Com pouco tempo para reagir, Miguel Pupo nada pôde fazer a não ser aceitar a derrota.

Samuel Pupo

Samuel teve um confronto mais tranquilo, nesta segunda (27), ao bater Mateus Herdy por 12.80 a 8.83. As quartas de final prosseguem com o líder do ranking, Filipe Toledo, enfrentando o australiano Connor O'Leary. Quem passar pega o vencedor de Yago Dora (BRA) x Callum Robson (EUA).