Header Ads Widget

anigif.gif

EM DUELO CONTRA O ICASA NO ARENA DAS DUNAS, SÓ A VITÓRIA INTERESSA AO AMÉRICA DE NATAL


O América tem um compromisso dos mais importantes hoje, na Arena das Dunas, contra o Icasa. Na partida marcada para às 17h, o único resultado que interessa ao clube potiguar é a vitória. Fora do G-4, a condição vem incomodando o treinador João Brigatti, que não conseguiu fazer a equipe embalar e possui um aproveitamento modesto no comando Alvirrubro, tendo conquistado apenas 50% dos pontos disputados.

Uma das principais preocupações da comissão técnica nos treinos durante a semana, foi com o setor ofensivo. O grande número de empates, na visão de Brigatti, se deve a falta de tranquilidade dos seus homens de frente no momento do último toque na bola. Com isso, ele resolveu treinar a equipe que vai a campo hoje com dois “matadores” no ataque: Wallace Pernambucano e Zé Eduardo.

A dupla de centroavantes vai entrar como titular pela primeira vez na temporada, mas ela já atuou junta e o treinador acredita que a equipe não sofrerá com o problema de entrosamento.

“Minha principal preocupação é encontrar o equilíbrio da equipe para que o setor ofensivo seja mais abastecido. Precisamos de um rendimento melhor porque só a vitória interessa o América neste confronto. Já enfrentamos o Icasa na rodada passada, sabemos como o adversário se comporta defensivamente e termos de mostrar tranquilidade e um poder ofensivo grande para furar a retranca que eles devem montar na Arena das Dunas”, destacou o treinador americano.

Brigatti voltou a apelar aos torcedores a quem pediu paciência e apoio, segundo ele o América mesmo reconhecendo a qualidade do adversário será um grupo bastante ousado dentro das quatro linhas, onde irá buscar os três pontos desde o apito inicial. O comandante alvirrubro alerta que mesmo buscando o ataque, a equipe não pode se descuidar no setor defensivo, uma vez que o time cearense possui força nos contragolpes e pode gerar alguma surpresa desagradável em caso de cochilo.

O fato de ter menos confrontos na condição de mandante na fase de volta do returno, na avaliação de João Brigatti, não deve pesar tanto. Mas ele destaca que vencer em casa sempre é bom em competições como a Série D e que a equipe natalense não irá fugir dessa responsabilidade.

“Não sei se o fato de jogar menos partidas em Natal vai pesar tanto. Os adversários quando vêm aqui, armam uma grande retranca e ficam jogando na busca de explorar o erro do nosso time e achar uma bola para fazer o gol. Atuando fora de casa nossas chances aumentam, porque o adversário, na maioria das vezes tenta propor o jogo e atua de forma mais aberta. Minha preocupação hoje é encontrar a equipe certa, a mais equilibrada e consistente possível”, ressaltou o técnico.

Seguindo a evolução do trabalho, o América hoje deverá ser uma equipe melhor entrosada e mais consciente dentro da partida. Então Brigatti avisa que não deve realizar muitas modificações no grupo que vem atuando, justamente para privilegiar o padrão de jogo que está sendo apresentado.

“Iremos necessitar de uma ou outra mudança de forma pontual. Solicitamos reforços mas está muito difícil encontrar a peça certa neste momento. Os atletas na maioria dos casos não querem jogar a Série D e o América necessita sair dessa divisão o mais rápido possível. Então temos de valorizar as peças que já estão trabalhando no clube e buscar o equilíbrio necessário para a equipe deslanchar na competição”, ressaltou.

Os jogadores americanos estão cientes do que devem fazer em campo e procuram manter a tranquilidade para buscar um resultado positivo. O fato de o Grupo 3 estar muito equilibrado, impede que os clubes se distanciem muito na tabela de pontuação.

"A classificação está bem embolada, tanto que uma vitória contra o Icasa poderá nos colocar na vice-liderança do grupo. Precisa ser um passo de cada vez e está mais que na hora de darmos o primeiro que é voltar ao G4. Dominar os jogos não adianta, precisamos vencer, convencer e vamos em busca disso", reforçou o zagueiro Rômulo.

O Icasa, que faz uma campanha semelhante a dos potiguares no Brasileirão, vive um momento conturbado. Os jogadores chegaram a paralisar as atividades no período da manhã, cobrando o pagamento do salário em atraso e não aceitou a proposta da diretoria em pagar os 60% da folha.

Alegando divergências com a diretoria, o técnico Sidney Moraes resolveu entregar o cargo. Ele foi anunciado no clube em dezembro de 2021 e teve a passagem no clube marcada na histórica campanha da Série B de 2013. O técnico do sub-20, Marcos Vinícius, comandará o time diante do América, em Natal.