Header Ads Widget

728x90cm-CELULAR

CORPO DE HOMEM ENCONTRADO DENTRO DE VELEIRO A DERIVA PODE SER DE ITALIANO DE 52 ANOS; AUTORIDADES BUSCAM PELA FAMÍLIA


Identidade que seria de um motorista foi encontrada no barco, mas estado do corpo impossibilita identificação facial. Autoridades buscam fazer teste de DNA.


O corpo de um homem que estava dentro do veleiro Mona-Mi F. S., encontrado em alto mar no último sábado (7), a 26 km da costa de Natal, pode ser de um motorista italiano de 52 anos.

A informação foi confirmada nesta terça-feira (10) por Rino Bordogna, representante do consulado Italiano em Natal.

De acordo com ele, a Polícia Federal enviou ao consulado italiano, localizado em Recife, documentos encontrados com o corpo dentro do barco, inclusive uma identidade.

Veja veleiro encontrado à deriva a 26 km da costa de Natal

Rino foi designado para ir ao Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) na tarde de segunda-feira (9) para tentar fazer um reconhecimento facial, mas a medida não foi possível por causa do avançado estado de decomposição.

"O reconhecimento facial é impossível. O único modo de ter certeza 100% de que o corpo é da mesma pessoa dos documentos é o exame de DNA. Estamos tentando contactar a família dele na Itália - pai, mãe, irmãos - para informar o que aconteceu e pedir que façam o exame e enviem para comparação", explicou.

A embarcação foi encontrada à deriva, há cerca de 24 quilômetros da costa de Natal, e rebocada por um barco pesqueiro até o Iate Clube, onde está ancorada. A equipe da Inter TV Cabugi esteve no local na manhã desta terça-feira (10) e fez imagens do veleiro, que está com o mastro e o leme quebrados.

Parte da proa também está destruída - provavelmente pela queda do mastro.

De acordo com o Itep, a identificação oficial ainda não foi realizada. A causa da morte também não foi definida ainda pelos peritos.