Header Ads Widget

728x90cm-CELULAR

SUSPEITO DE MATAR ADVOGADO DE MOSSORÓ SE ENTREGA À POLÍCIA E FICA PRESO

O suspeito de executar o jovem de 25 anos, Eliel Ferreira Cavalcante Júnior, no dia 9 de abril em Mossoró, se apresentou na manhã desta segunda-feira (25) na Delegacia de Homicídio de Mossoró (DHM).

Eliel Ferreira Cavalcante Júnior, advogado de 25 anos, foi morto em Mossoró com nove tiros. O suspeito é Ialamy Gonzaga, também conhecido como Júnior Preto

Identificado como Ialamy Gonzaga, conhecido na comunidade por ‘Júnior Preto’, estava foragido desde o dia do crime. Ele foi ouvido nesta segunda (25) pelo delegado Rafael Arraes, em seguida foi encaminhado para o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), e agora está na Cadeia Pública de Mossoró, onde deverá ficar à disposição da justiça.

Uma entrevista coletiva foi marcada para as 15h30 desta segunda, quando o delegado irá falar sobre os depoimentos de Júnior Preto.

Motivação

O advogado Eliel Ferreira Cavalcante Júnior, de 25 anos, foi assassinado no dia 9 de abril na rua Francisco Bernardo, no bairro Boa Vista, em Mossoró. O jovem foi executado com cerca de nove tiros de pistola. Segundo informações dadas inicialmente, outras pessoas estavam envolvidas no momento do crime. E a morte de Eliel foi assistida pelo próprio companheiro do jovem.

A Polícia Civil ainda investiga o crime e a possível motivação, mas há duas versões até o momento. A primeira, baseada em relatos de testemunhas e divulgada pela polícia, era de que Eliel teria sido confundido com um assaltante. A outra, explanada pelo advogado da família, Edson Lobão, aponta que a execução teria sido motivada por homofobia, já que o companheiro de Eliel também teria sido vítima de tentativa de homicídio.