Header Ads Widget

728x90cm-CELULAR

Na esteira do desemprego, RN bate recorde na abertura de empresas


Com o desemprego formal em alta, devido à pandemia da Covid-19, não apenas o desejo de ter um negócio próprio, como a efetiva abertura de novas empresas cresceu no Brasil e o Rio Grande do Norte seguiu a mesma tendência. Nesse contexto, nunca houve tanta empresa nova no estado como em 2021. O registro do ano passado é o maior de toda a série histórica iniciada em 1931. Houve avanço de 28%, ou 9 mil novas empresas formais, em relação ao resultado de 2020. Ao se comparar com 2017, o acréscimo foi de quase 20 mil novas empresas. Os números estão no Mapa de Empresas do Ministério da Economia.

Iliane Albuquerque, da Rejuv For You, deixou uma multinacional para empreender

Foi o momento de empreendedores se capacitarem para executar planos em cima de oportunidades que surgiram com o período pandêmico ou projetos que já estavam em estudo. Foi assim que a clínica de estética Rejuv For You, surgiu em novembro de 2021 no bairro do Tirol, na zona Sul da capital. Tendo como proprietários os empresários Iliane Albuquerque e Matheus Brito, o empreendimento surgiu como uma microempresa, mas com pretensões de se tornar uma referência na área.
A CEO da empresa diz que a pandemia ajudou a impulsionar o negócio. "No meio da pandemia, decidi sair de uma multinacional para empreender. Eu já estava entendendo do mercado de estética e gosto muito da área. Os procedimentos técnicos tiveram um crescimento de 200% na pandemia. As pessoas estão se filmando mais, se gravando mais e procurando mais procedimentos estéticos", disse Iliane.

Não foi a primeira vez que a jovem decidiu empreender. Começou na sua cidade Natal, Mossoró, aos 20 anos, em 2016, produzindo e vendendo dindin gourmet que logo se tornou a marca "Loucos por dindim". O negócio cresceu e necessitou de outros serviços complementares, como o de delivery e, a partir daí, antes mesmo da chegada do aplicativo Ifood, ela comprou a franquia de um aplicativo semelhante, o Delivery Much - Entrega Comida, para operar em Sobral/CE, depois tornou-se sócia da Startup mossoroense de entrega por motos Bee Delivery, pela qual veio para Natal e expandiu para outras cidades do país. Posteriormente foi contratada por uma multinacional de estética com sede na Suíça que precisava expandir os negócios no país e, através dessa, conheceu os maiores cirurgiões plásticos e clínicas do país.

"Eu faço a gestão, o marketing e o relacionamento da Rejuv. Os planos agora são de crescer. A expectativa do meu sócio é franquear e eu tenho a expectativa de ter a melhor clínica, não necessariamente a maior rede. Ficaria feliz em ter três unidades. Quero faturar ainda este ano meio milhão em um mês. Desde que a Rejuv abriu, todo mês a gente consegue duplicar", contou a empreendedora.

Serviços lideram os novos negócios

Na Junta Comercial do Rio Grande do Norte (Jucern), o presidente Carlos Augusto Maia, explicou que em 2021 o salto na abertura de empresas mostra que a economia está aquecendo novamente no estado e as duas novas empresas que abrem esta reportagem apontam para o setor que mais abriu novas firmas, o de serviços.

Carlos Augusto Maia, da Jucern: “Serviços cresceram 26,46%”
"Dessas empresas o maior destaque para o período ficou com o setor de serviços, que cresceu 26,46% com um total de 3.768 empresas abertas em 2020 e 4.765 em 2021, sendo uma diferença de 997 novos negócios a mais. Os Comércio aparece em seguida com 340 negócios a mais, sendo 3282 em 2020 contra 3.622 em 2021, um aumento de 10,36%; e Indústria com 132 negócios a mais, sendo 1.182 negócios formalizados em 2020 contra 1.314 em 2021, um aumento de 11,17%", informou Carlos Augusto Maia.

Segundo ele, o órgão se modernizou e acompanha o momento de crescimento de abertura de empresas no estado. "A Jucern vive o momento mais moderno de sua história centenária. Então, podemos dizer que além de responsável pelo registro empresarial, a Jucern atua como simplificadora do processo de movimentação de empresas. Hoje todos os serviços da Junta Comercial estão disponíveis de forma online, mas também apostamos no atendimento integrado, por meio do projeto Junta + Fácil RN, em Natal em parceria com o Sebrae-RN, em Mossoró, Assu e Pau dos Ferros, que tem especial nas cidades polo do Estado", declarou.

No país, serviços de alimentação estão no topo do ranking dos setores de empresas que ingressaram no mercado no ano passado, com 8,7% de participação, segundo pesquisa da Serasa Experian. Em seguida vêm as companhias de reparos e manutenção de prédios e instalações elétricas (5,9%) e comércio de confecções (5,8%) e serviços de beleza (5%). Esses setores responderam por 25% das empresas abertas.

"Os setores que lideram são sempre os mesmos: serviços de baixíssima complexidade, nos quais os prestadores não precisam ter diploma para executar", resume Luiz Rabi, economista da entidade, à Agência Estado. Na opinião dele, isso faz acender um sinal de alerta porque o fato de a ocupação estar crescendo na prestação desses serviços resolve o problema de sobrevivência das pessoas no curto prazo. No entanto, ele observa que é ruim para a economia como um todo a médio e longo prazo. "Essas atividades são de baixa complexidade e geram menor produtividade e crescimento", disse.

Boa parte desse movimento persistente das pessoas buscarem ter um negócio próprio para obter renda é resultado de problemas estruturais da economia brasileira que não consegue retomar a trajetória de crescimento sustentado do emprego formal, segundo Rabi. (Com informações da Agência Estado).

Abertura de empresas no RN por ano:

2021 47.147
2020 38.431
2019 37.548
2018 30.600
2017 28.396
2016 25.800
2015 26.459
2014 23.661
2013 24.159
2012 21.193
2011 21.761

Aumento:
2020/2021 22,68%
2017/2021 66,03%

Fonte: Ministério da Economia