Header Ads Widget

728x90cm-CELULAR

Feminicídio: júri em Parelhas condena homem a 24 anos de prisão por assassinato de ex-companheira


Roberto Alexandre Barros foi condenado a 24 anos de reclusão pelo Tribunal do Júri da comarca de Parelhas, em julgamento nesta segunda-feira (11/4), pelo assassinato de Maria Procileide Macena e Silva, 41, ocorrido em 8 de novembro de 2021, naquela cidade. A sessão foi realizada na Câmara Municipal de Parelhas e começou por volta das 9h. A sentença do conselho do júri foi proferida pelo juiz Silmar Lima Carvalho, pouco depois das 15h.

O réu era ex-companheiro da vítima, na época do crime, ocorrido às 22h30 do dia 8 de novembro do ano passado. Roberto não aceitava o fim do relacionamento ocorrido cerca de um ano antes do feminicídio. Depois do crime, o condenado tentou o suicídio, mas não conseguiu consumá-lo.

Na análise do caso, os jurados levaram em consideração fatores como motivo fútil, impossibilidade de defesa da vítima e o fato de o delito ter sido cometido contra mulher em função do gênero. O condenado não poderá recorrer em liberdade.

(Processo nº 0801738-07.2021.8.20.5600)