Header Ads Widget

728x90cm-CELULAR

RN alcança maior taxa de transmissão pela Covid-19


O momento da pandemia no Rio Grande do Norte, com alta de casos e aumento de mortes em janeiro em relação a dezembro, faz com que o Estado registre a maior taxa de transmissibilidade em toda a pandemia. O índice, segundo dados do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde da UFRN (LAIS/UFRN) é de 1,96.

Número de mortes cresceu 78% no Rio Grande do Norte, com 134 óbitos em janeiro

“Não temos tido tantos óbitos quanto o número de casos. Temos uma baixa letalidade graças a vacinação. Temos uma letalidade abaixo de 0,5 e isso é muito bom, mas precisamos ainda avançar na vacinação, porque ainda temos visto número de óbitos em idosos e sem esquema completo de vacinação, incluindo a D3”, analisa Diana Rêgo.

O aumento nos casos de covid 19 fez com que o Governo do Rio Grande do Norte passasse a exigir o passaporte vacinal para ingresso em shoppings, bares e restaurantes fechados, visando o aumento da vacinação. Além disso, carnavais de vários municípios do Estado, como Natal, Parnamirim, Macau e Caicó, foram cancelados em razão do aumento de casos e da variante Ômicron.

Profissionais afastados
O aumento de casos de covid 19 e o surto de gripe com o novo vírus da Influenza (H3N3) em todo o Estado provocou afastamentos de profissionais de saúde na rede pública do Rio Grande do Norte em janeiro. No último boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde Pública, consolidado até o dia 12 de janeiro, foram 180 licenças médicas temporárias concedidas.

No boletim, são citados os hospitais da Polícia Militar, Tarcísio Maia, Santa Catarina, Rafael Fernandes, Maria Alice e João Machado, além do Hemonorte e do Núcleo de Atenção à Saúde do Trabalhador da Sesap.

O Hospital da PM foi o que registrou mais afastamentos (44, ao todo), sendo 16 por Covid e outros 28 por síndrome gripal. O Hospital João Machado aparece em seguida, com 28 afastamentos, sendo 18 por sintomas gripais.

Números
Casos em janeiro:
38.644

Óbitos em janeiro
134

Casos em dezembro:
5.499

Óbitos em dezembro:
75

RN aplicou 6 milhões de doses de vacinas
O Rio Grande do Norte alcançou seis milhões de vacinas contra a Covid-19 aplicadas em todos os 167 municípios do estado. A marca é resultado dos dados inseridos na plataforma RN+ Vacina desde o início da campanha de imunização, há cerca de um ano.

A soma de seis milhões envolve as primeiras, segundas e doses de reforço operadas pelas gestões municipais, a partir das remessas feitas pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), em parceria com a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed).

Essa quantidade de vacinas proporcionou, até agora, que o RN chegasse, com a primeira dose, a pouco mais de 86% do público-alvo da vacinação, a 77% com a segunda dose e 26% com o reforço vacinal. Entre os adultos a cobertura vai, respectivamente, a 91%, 85% e 31%.
A imunização entre cinco e onze anos, última faixa etária a iniciar o processo de vacinação, já alcançou mais de 43 mil crianças com a primeira dose.