Header Ads Widget

728x90cm-CELULAR

Após se reunir em banheiro, presidente do sindicato dos policiais civis assina intimação para encerrar paralisação no RN


A presidente do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol-RN), Edilza Faustino, assinou a intimação com a determinação do fim da paralisação dos policiais civis do Rio Grande do Norte. A assinatura aconteceu no começo da tarde desta sexta-feira (11), após Edilza se reunir com vereadores de Natal dentro de um banheiro feminino na Governadoria do RN, na Zona Sul da capital.

O documento, entregue por um oficial de justiça, notifica o Sinpol sobre a decisão do desembargador Ibanez Monteiro, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN). Ele determinou, na quinta-feira (10), que os policiais civis deveriam voltar ao trabalho imediatamente.

Para o desembargador, pelo fato de atuarem garantindo a segurança da população, não é permitido aos policiais civis paralisar suas atividades, realizando greve. O magistrado também estipulou uma multa, caso desobediência, de R$ 150 mil.

Apesar disso, os as atividades policiais continuaram suspensas nesta sexta-feira (11). Os agentes integrantes da força policial se reuniram, no fim da manhã desta sexta-feira, dentro da Governadoria. Com cruzes nas mãos e gritando “Polícia unida jamais será vencida” e “Ocupar até negociar”, a categoria entrou na sede por um portão lateral.

Após a notificação do oficial de justiça, os policiais continuaram na Governadoria. “A gente sai e o chefe da Casa Civil senta com a gente. Mas o chefe da Casa Civil não sentou antes, faz tempo que pedimos. A categoria pede que Fátima sente à mesa e determine. A partir do momento que ela sentar na mesa, a categoria sai”, comentou, em referência à governadora e ao chefe da Casa Civil, Raimundo Alves.

Paralisação

No último dia 7, os policiais civis, em assembleia geral do Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte, decidiram novamente paralisar as atividades, dessa vez por tempo indeterminado, com a finalidade de pressionar o Governo do Estado por uma negociação quanto à ADTS, conforme veiculado no sítio eletrônico da própria entidade de classe.