Header Ads Widget

728x90px

Pelo menos 43 municípios do RN não têm mais vacina contra gripe, aponta Sesap


Natal e Parnamirim estão entre os municípios com estoques zerados. Em Mossoró, segundo maior cidade potiguar, as vacinas devem acabar nesta semana, segundo a prefeitura.


A Secretaria de Estado e Saúde Pública (Sesap) informou que pelo menos 43 municípios potiguares estão sem doses da vacina contra a Influenza (gripe). Entre eles, Natal, a capital do estado, e Parnamirim, que fica localizada na região metropolitana. Em Mossoró, segunda maior cidade potiguar, as vacinas devem acabar ainda essa semana.

O levantamento feito pela Sesap traz dados do mês de dezembro. Mais de 40 municípios ainda não informaram sobre seus estoques. A secretaria enviou um ofício ao Ministério da Saúde (MS) solicitando 200 mil doses, mas não recebeu prazo de quando devem chegar ao RN.

Em Natal, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), disponibilizou no mês de dezembro um ponto de vacinação contra a gripe. Mas, os estoque zeraram antes do fim do mês. A secretaria informou que aguarda uma nova remessa dos imunizantes.

“O estado hoje não dispõe mais de doses de reserva para enviar para os municípios e seguimos em tratativa com o MS para que consigamos garantir o envio dessas doses. O surto (de gripe) ele está acontecendo de forma muito efetiva nesse período de janeiro e nós precisamos com algumas medidas, e a vacinação sendo a medida mais importante, garantir a mitigação de novos casos”, destacou Kelly Lima, coordenadora de vigilância em saúde da Sesap.

Nas últimas semanas o Rio Grande do Norte tem enfrentado um surto de síndrome gripal. No mês de dezembro, o estado registrou amostras positivas de Influenza A, incluindo do subtipo H3N2. De acordo com o setor de vigilância epidemiológica da Sesap, a cepa H3N2 é de alta transmissibilidade mas a vacina previne contra os casos graves.

Desde o dia 29 de dezembro, a SMS de Natal abriu um Centro de Enfrentamento às Síndromes Gripais como objetivo desafogar a grande demanda de pacientes com sinais e sintomas de gripe na rede de atenção básica do município. Ele funciona no Centro Municipal de Referência em Educação Aluízio Alves (Cemure), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Em Parnamirim, na região metropolitana, a Secretaria de Saúde também confirmou que a vacinação contra a gripe está suspensa por falta de doses. Na semana passada o município recebeu da Sesap uma remessa de 920 doses do imunizante contra a influenza e elas foram aplicadas em 2 dias. A prefeitura também afirma que aguarda a chegada de mais vacinas.

Já em Mossoró, segunda maior cidade do estado, o coordenador do programa municipal de imunização, Etevaldo de Lima, disse que a procura pela vacina da gripe cresceu nas últimas semanas.

“Só para ter uma ideia no último dia de vacinação do ano (31), a procura pela vacina da gripe foi maior que pela da Covid. Nós vacinamos 167 pessoas contra Covid e 225 com a vacina da gripe. O estoque tem menos de 3 mil doses e deve acabar ainda essa semana”, informou Etevaldo.

A Sesap informou que recebeu em 2021 mais de 1 milhão e 400 mil doses da vacina contra a Influenza. As doses foram distribuídas entre os 167 municípios.

Durante a campanha regular de vacinação, que vai de abril a junho, as doses foram direcionadas ao público-alvo – crianças a partir dos 6 meses de idade, idosos e profissionais de saúde. Com a baixa procura desse público, a campanha foi ampliada para a população em geral.

A Sesap reforça que a população deve continuar adotando cuidados para evitar o contágio pelos vírus da gripe.

“Reafirmamos a importância do uso da máscara, do distanciamento social, da lavagem das mãos e de evitar aglomeração par que consigamos passar por esse momento de surto aqui no nosso estado”, reforça Kelly Lima, da Sesap.