Header Ads Widget

728x90cm-CELULAR

Presídios do RN recebem melhorias na segurança com reforço nas vistorias e patrulhamento


“Operação Vigilantes” é o nome de nova ação da Polícia Penal do Rio Grande do Norte, que vai reforçar o patrulhamento externo e as revistas pessoais e estruturais em todas as 17 unidades prisionais do Estado, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) nesta terça-feira (21).

Policiais penais de plantão e grupos especiais, do Departamento de Operações Táticas (DOT), Grupo de Operações Especiais (GOE) e Grupo Penitenciário de Operações com Cães (GPOC), serão responsáveis pela operação.

A operação será realizada por meio de vistoria minuciosa de todas as celas, por meio de retirada dos presos e inspeção de locais como grades, colchões, uniformes, paredes, pias, ralos e vasos sanitários. Segundo a Seap, pátios e áreas de uso comum também serão revistados.

A operação deverá acontecer nas 17 unidades prisionais do Estado e começou nas maiores unidades: Penitenciária Estadual de Alcaçuz e Penitenciária Rogério Coutinho Madruga, ambas em Nísia Floresta; Cadeia Pública Dinorá Simas, em Ceará-Mirim; Cadeia Pública de Natal e Penitenciária Estadual de Parnamirim.

Outras medidas

Segundo a pasta, todos os presídios se adequaram à resolução nº 16 de 10 de junho de 2021, do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), que determina retirada de tomadas do interior de celas, para evitar o manuseio de telefones celulares.

Além disso, os presídios receberam aparelhos que escaneiam com raios-x para identificar objetos ilegais com visitantes, de forma que o processo de revista seja agilizado e mais assertivo.