Header Ads Widget

728x90px

“Política eleitoral terá seu tempo certo”, diz Henrique Alves


“A luta continua e a esperança não morre. Vou sim começar a andar e matar tantas saudades”. Estas foram as primeiras palavras do ex-ministro Henrique Alves (MDB), em entrevista exclusiva ao AGORA RN, nesta quinta-feira 30. O emedebista tem participado de eventos pelo interior do Rio Grande do Norte e mais recentemente, em São Paulo do Potengi, no lançamento do livro “Monsenhor Expedito Sobral de Medeiros: um arauto da dignidade humana no sertão potiguar”, escrito pelo arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha, ao lado do ex-governador Garibaldi Alves (MDB) e do deputado federal Walter Alves (MDB).

Questionado sobre qual foi o sentimento que lhe tomou ao reencontrar seu eleitorado, o filho do ex-governador Aluízio Alves destacou, entre outros, o calor e o afeto humano que tem recebido das pessoas, por onde tem passado. Ele se mostrou animado e nostálgico, “matando tanta saudade e reencontrando amigos de uma vida”, evidenciou, afirmando que tem ouvido atentamente aos anseios de cada cidadão potiguar.

Henrique comentou sobre as questões que envolvem a corrida pela disputa de cargos eletivos no ano que vem. “Política eleitoral terá seu tempo certo. E o MDB que vou buscar ouvir em cada cidade, com respeito, carinho e tanta gratidão, iluminará os nossos caminhos”, disse o ex-ministro, filiado ao MDB há 51 anos, onde ocupou vários cargos dentro da legenda, inclusive presidente da Câmara Federal entre 2013 e 2015.

O ex-ministro mostrou que sempre valorizou os ensinamentos do seu pai, Aluízio Alves, e exaltou seus princípios de vida. “Três verdades registro aqui: a vida ensina a caminhar sem ódio e sem medo; a esperança não morre; o MDB, 51 anos, minha vida, minha história, minha casa onde tremula a bandeira verde que recebi do meu pai em 1970”, enfatizou o ex-líder do MDB na Câmara Federal, evidenciando que corre em suas veias cada carta programática do partido.

Durante a entrevista, Henrique Alves citou o ex-senador Garibaldi Alves (MDB), dizendo ser grato. “E minha sempre gratidão a Garibaldi Alves Filho, porque fizemos todos esses caminhos juntos e o RN sabe”, declarou.

E acrescentou: “Que venham todos que pensam assim. A nossa casa sempre aberta. Com coerência, lealdade, caráter e compromisso democrático. MDB é sempre assim”. Vale lembrar que, em sua vida política, Henrique Alves participou ativamente da Assembleia Nacional Constituinte e é um dos responsáveis pelos direitos adquiridos pelo povo brasileiro, por meio da Carta Magna.

Por fim, o ex-ministro deixou sua mensagem de fim de ano ao povo do Rio Grande do Norte. “Agora, passado o Natal e chegando o Ano Novo, Deus cuidará, se tivermos fé – e tenho muito – a nos mostrar o horizonte. Meu pai sempre dizia, aprendi ouvindo e vendo: a luta continua e a esperança não morre”, destacou.

Perfil político

Filho do ex-governador Aluízio Alves, sobrinho do ex-prefeito Agnelo Alves e primo do ex-senador Garibaldi Filho, do ex-prefeito Carlos Eduardo e do deputado federal Walter Alves, Henrique foi deputado federal por 11 mandatos consecutivos pelo Rio Grande do Norte, presidiu a Câmara dos Deputados de 2013 até 2015 e foi ministro do Turismo nos governos Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB).

Licenciou-se do mandato de deputado federal na Legislatura 1999-2003, para exercer o cargo de secretário de Projetos Especiais do Rio Grande do Norte e, já na Câmara dos Deputados, foi líder do MDB por seis anos consecutivos e todas vezes eleito por aclamação.