Header Ads Widget

anigif.gif

Em 2022, RN terá R$ 1 bilhão em obras públicas de infraestrutura


O Governo do Rio Grande do Norte e a Prefeitura de Natal preveem um investimento de quase R$ 1 bilhão em obras estruturantes no estado e na capital para 2022. O plano do governo estadual, orçado em R$ 500 milhões, contempla construções e empreendimentos nas áreas da educação, saúde, segurança pública, administração penitenciária, turismo, habitação, desenvolvimento econômico e estradas, de acordo com o titular da Secretaria de Estado de Infraestrutura (SIN/RN), Gustavo Coelho.

Uma das áreas a receber investimentos no próximo ano é a orla de Ponta Negra, com requalificação e a ampliação do enrocamento da praia

Em Natal, a titular da Secretaria Municipal de Planejamento (Sempla), Joanna Guerra, estima que até R$ 430 milhões poderão ser investidos em obras na capital nas áreas de educação, saúde, serviços urbanos, limpeza pública, entre outras. As pastas afirmam que os projetos estão prontos e parte dos editais de licitação, com o detalhamento das exigências para execução das obras, será lançada no próximo mês, em janeiro.

Os recursos são de várias fontes, sejam próprios, emendas parlamentares, empréstimos junto ao Banco Mundial via programa Governo Cidadão e parcerias com o Governo Federal. “São obras que trarão um diferencial para a população, um posto que atende as mais variadas áreas do espectro público no âmbito do Estado, passando desde construção dos institutos estaduais de educação tecnológica e profissional até a conservação de estradas, melhorias, manutenção e restauração de muitas delas”, destaca Gustavo Coelho, titular da SIN.

O Governo do Estado aposta na educação como carro-chefe para 2022, com o Programa Nova Escola (PNEP). O plano está estruturado em cinco eixos: doze Instituto Educacional do Rio Grande do Norte (IERNs), Nova Escola Potiguar, Geração Conectada, modernização da gestão com valorização e capacitação dos profissionais, e ações para superação do analfabetismo. O edital de licitação para o primeiro IERN foi lançado neste mês. A primeira unidade de ensino será erguida na Zona Oeste de Natal.

Os IERNs terão uma infraestrutura baseada nos modelos consagrados dos institutos federais (IFRNs), sendo construídos e mantidos pelo Governo do Estado. Além da capital, serão contemplados os municípios de Touros, São José de Mipibu, Tangará, Santana do Matos, Jardim de Piranhas, Campo Grande, Umarizal, Alexandria, São Miguel e Areia Branca.

“São realmente obras muito interessantes porque trarão o ensino profissionalizante, tecnológico. Além dessas, faremos dez escolas modelo. E faremos a recuperação de, pelo menos, 60 ou 70 outras unidades. São reformas e recuperações. Então, sem dúvida nenhuma, um grande salto de qualidade para a educação do estado do Rio Grande do Norte, que vem demonstrando a recuperação da capacidade de investimento do estado em suas mais variadas áreas”, comenta Coelho.

Na capital, serão 10 projetos, divididos em lotes, que representam 20 intervenções nas áreas de pavimentação, turismo, urbanização, estradas, drenagem, habitação e saúde, segundo a secretária de Planejamento, Joanna Guerra. O prazo de conclusão total das obras varia conforme tamanho e complexidade, mas a gestora ressalta que a maioria das intervenções será entregue no ano que vem. Destaque para a construção do novo Complexo Turístico da Redinha e da requalificação da Avenida do Contôrno, Pedra do Rosário e Cais da Tavares de Lira.

“As obras propostas para 2022 irão beneficiar os cidadãos natalenses em diversos aspectos, com a garantia de mobilidade, geração de emprego e renda e consequente melhoria de sua qualidade de vida”, comenta Joanna Guerra.

O projeto do Complexo Turístico da Redinha, dividida em cinco lotes, englobará a reformulação completa do mercado, criação de novos acessos ao local, abertura de nova rua ligando a ponte Newton Navarro ao mercado; construção de deck para passeio, recuperação do quebra-mar e instalação de nova iluminação na área. A licitação está em fase de conclusão e a estimativa é de que as obras comecem em janeiro de 2022. De acordo com a Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura de Natal (Semov), o prazo para entrega dos cinco lotes da obra é de 18 meses.

Também para janeiro próximo está marcada o lançamento do edital de licitação da requalificação da Pedra do Rosário, na zona Leste da capital. Além da modernização e requalificação do monumento em si, o projeto inclui a reurbanização da Avenida do Contôrno, construção das praças do Pôr do Sol e Djalma Maranhão, além da renovação dos murais de grafite da região. Segundo Carlson Gomes, titular da Semov, o projeto contempla também a revitalização das avenidas Tavares de Lira e Duque de Caxias, no Centro Histórico da cidade, localizado no bairro da Ribeira, com a construção de restaurantes, espaços de conveniência para contemplação do pôr do sol e ambientes de promoção da cultura e do turismo.

Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Rio Grande do Norte (Sinduscon-RN), Sílvio Bezerra, o investimento em obras irá proporcionar mais oportunidades de emprego para os potiguares. “São investimentos que nunca tivemos antes em um ano só. Também teremos a conclusão da revisão do Plano Diretor de Natal que vai reacender o mercado imobiliário na capital. Estamos muito animados com 2022 e a gente precisa que as demais áreas dos órgãos públicos tenham a perfeita noção da importância que tem licenciar as obras o mais rápido possível. Isso vai permitir que a gente gere mais empregos e benefícios para a população”, afirma.

A presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Norte (Crea-RN), Ana Adalgisa Dias, ressalta que o volume de investimentos anima o setor após o período de incertezas causado pela pandemia de covid-19. “Quando a governadora apresentou seu plano de obras mostrando o investimento nas mais diversas áreas, ela ressaltou que era uma forma de geração de emprego e renda, principalmente para os profissionais da engenharia, agronomia e da geociência. Vamos trazer mais desenvolvimento para o Estado. Quando se tem novas estradas, infraestrutura, escolas, as riquezas são geradas. A prefeitura também está com um grande pacote de obras e a previsão de conclusão do Plano Diretor também vai trazer mais investimentos”, comenta.

Veja a lista de obras prevista para 2022
Governo e Prefeitura listaram para a TRIBUNA as obras previstas para o próximo ano. Confira:

Governo estadual
As obras previstas para 2022 no Estado estão divididas por áreas da administração pública. Os recursos são de várias fontes, sejam próprios, emendas parlamentares e empréstimos junto ao Banco Mundial via programa Governo Cidadão.

Educação
Construção de 12 campi do IERN em 12 municípios do estado – R$ 110 milhões;
Construção de 10 escolas modelo, com novo conceito arquitetônico, reforma de 60 escolas e recuperação de 100 unidades de ensino – R$ 150 milhões;
Implantação do “Geração Conectada”, que consiste em um apanhado de programas pedagógicos com foco na inovação. São novos laboratórios de informática nas escolas, equipamentos para os estudantes, incluindo tablets e internet, por meio da Infovia Potiguar;
Reforma das Instalações Físicas da Casa do Estudante de Natal – R$ 4 milhões;

Saúde
Reforma das instalações físicas da Policlínica de Canguaretama – R$ 3,9 milhões;n Reforma das instalações físicas do Hospital Nelson Inácio dos Santos, em Assu – R$ 3,3 milhões;
Construção do Serviço de Verificação de Óbitos – R$ 2,4 milhões;
Construção da Oficina Ortopédica do Centro de Reabilitação Infantil (CRI) – R$ 650 mil;
Reforma do Laboratório Regional de Mossoró (Larem) – R$ 800 mil;
Reforma do Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel – R$ 1,7 milhão;

Reforma do setor de internamentos do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel – R$ 1 milhão;
Reforma do setor de urgência e emergência do Hospital Tarcísio Maia, em Mossoró – R$ 4 milhões;
Reforma do Banco de Leite do Hospital Mariano Coelho, em Currais Novos – R$ 450 mil;

Segurança pública
Construção de um Batalhão da Polícia Militar em São Gonçalo do Amarante – R$ 1,2 milhão;
Construção de um Batalhão da Polícia Militar em Mossoró – R$ 1,5 milhão;
Construção da Central de Delegacias e da Delegacia Geral da Polícia Civil – R$ 9,2 milhões;
Construção da Sede do Instituto Técnico e Científico de Perícia (ITEP) – R$ 17,8 milhões;

Desenvolvimento econômico
Reforma das instalações físicas, construção de reservatório, adutora e cercamento para o Parque Tecnológico Augusto Severo (PAX), em Macaíba – R$ 8,5 milhões;

Habitação
Construção de Unidades Habitacionais em municípios do Rio Grande do Norte (contrato Ocidental) – R$ 14 milhões;
Construção de Unidades Habitacionais em municípios do Rio Grande do Norte (contrato Viver Legal) – R$ 9 milhões;

Turismo
Reforma das instalações físicas do Auditório Vilma de Faria do Centro de Convenções – R$ 1,4 milhão;
Construção do Parque Urbano Costeira Parque, localizado na Via Costeira, em Natal – R$ 12 milhões;

Estradas
Restauração e adequação de capacidade da RN-233, ligando a BR-304 (Assu) à BR-226 (Triunfo Potiguar) – R$ 70 milhões;
Restauração de pequenos trechos – R$ 50 milhões (iniciada neste mês);
Conservação de rodovias – R$ 50 milhões;
Manutenção de rodovias – R$ 40 milhões.

Prefeitura de Natal
As obras previstas para 2022 em Natal estão divididas em projetos e os recursos são de fonte federal, com contrapartidas do Município.
Novo Complexo Turístico da Redinha (R$ 25 milhões)
Construção do novo Mercado da Redinha;
Construção do novo acesso à Redinha através da Rua Maruim;
Recapeamento e requalificação de calçadas no atual acesso pela Rua João Medeiros Filho;
• Requalificação do enrocamento existente e reurbanização da Rua Francisco Ivo;
Nova Iluminação LED de todos os trechos que vão receber intervenções;

Proteção costeira de Ponta Negra (R$ 80 a 100 milhões)
Construção de muros aderentes ao longo da praia com blocos de concreto (enrocamento);
Drenagem e ampliação da faixa de areia da Praia de Ponta Negra (engorda);
Obras de requalificação da orla da Praia de Ponta Negra;

Requalificação da Pedra do Rosário (R$ 25 milhões)
Intervenções ao longo da Av. do Contôrno com readequação viária;
Alargamento de calçadas para caminhada, nova iluminação, construção de praças de contemplação do pôr do sol, recuperação e modernização da estrutura da Pedra do Rosário;
Requalificação viária da Avenida Tavares de Lira, com áreas de calçadas acessíveis, troca do asfalto por um novo piso e início do processo de requalificação da Rua Chile;

Felizardo Moura (R$ 30 milhões)
Conclusão dos serviços do Km 6;
Requalificação completa da Felizardo Moura, que receberá novo pavimento completo com uma nova faixa reversível, nova iluminação e calçadas acessíveis;

Drenagem e pavimentação da primeira etapa dos conjuntos San Vale e Parque das Colinas (R$ 15 milhões)
Pavimentação nas Avenidas Saint Exupéry, Omar O’grady e rua Tropical;
Construção de lagoa de captação;

Túnel de drenagem da Arena das Dunas
Retomada das obras de drenagem do Complexo Arena das Dunas, que estão paralisadas para adequação de orçamento junto a Caixa Econômica Federal

Bacia Minas Novas (R$ 9 milhões)
Drenagem e pavimentação de diversas ruas do trecho da bacia Minas Novas, no bairro em Neópolis, com objetivo de sanar alagamentos;

Orla urbana da zona Leste
Requalificação do piso, quiosques e equipamentos comunitários existentes no local, com destaque aos trechos entre as praias do Meio e do Forte. Os projetos ainda estão sendo orçados;

Ciclovias (R$ 4 milhões)
Implantação de novas ciclovias em oito avenidas da zona Norte: Itapetinga, Senhor do Bonfim, Pico do Cabugi, Guararapes, Cirandas, Blumenau, rua Jequiriça e Itaboraí;

Hospital do novo Hospital Municipal (R$ 130 milhões)
Início da construção da primeira etapa do novo Hospital de Municipal de Natal.