Header Ads Widget

anigif.gif

Atlético-MG é campeão brasileiro após 50 anos de jejum: veja os destaques da campanha

O Atlético-MG conquistou o bicampeonato brasileiro nesta quinta-feira (2) ao aplicar uma virada histórica sobre o Bahia, na Arena Fonte Nova. Com uma campanha histórica em 2021, a equipe comandada pelo técnico Cuca teve como protagonista o atacante Hulk, artilheiro disparado do campeonato. O SBT Sports selecionou destaques da campanha que fez o Galo ser o campeão do torneio nacional depois de 50 anos. Confira:  

HULK

Hulk
             Hulk é o protagonista da temporada vitoriosa do Atlético (Pedro Souza/ Atlético)

A temporada de Hulk é de se admirar. O camisa 7 está na artilharia isolada do Brasileirão somando 18 gols. Ele também é líder em finalizações (46), além de ter contribuído com seis assistências. 

O atacante do Galo atuou em 33 partidas pela competição até o momento e conquistou a torcida com a sua entrega em campo. Protagonista da temporada vitoriosa do Galo, Hulk deve ser eleito o melhor jogador do Brasileirão.

Em entrevista após a vitória sobre o Fluminense na última rodada, o técnico Cuca elogiou o atleta. "Ele está num ano mágico, um jogador de 34 anos, 35 anos que corre igual uma criança, treina todo dia. Casou, como uma luva, aqui com o Atlético, não sei se está fazendo mais bem pra ele do que pro Atlético, acho que para os dois. Então merece sim o título de ser o melhor jogador do Brasileiro", disse.

CUCA

Cuca
Cuca, técnico do Atlético-MG (Pedro Souza/ Atlético)

O técnico Cuca assumiu o Atlético-MG em março. O comandante retornou ao clube após sete anos para substituir Jorge Sampaoli e assinou contrato por duas temporadas, com possibilidade de ampliação até dezembro de 2023. Desde então, ele já fez 62 jogos à frente do time mineiro.

Em sua primeira passagem, Cuca conquistou dois títulos do Campeonato Mineiro e a Libertadores de 2013. Agora, o técnico encerrou o jejum de 50 anos do Brasileirão - a equipe levantou a primeira e única taça em 1971. 

O Galo assumiu a ponta da tabela na 15ª rodada, logo após derrotar o Juventude. Sob o comando do treinador, a equipe tem a melhor defesa da competição, com 25 gols sofridos, e o segundo melhor ataque, com 57 bolas na rede, contra 66 do Flamengo.

Nas últimas rodadas antes de garantir o título, ele vem sendo ovacionado pelos torcedores. "Ouvir assim a torcida cantar o nome da gente no final é indescritível. É tão gostoso porque eu sou eles ali na beira do campo. Eu também queria gritar o nome deles um por um, mas não consigo. Então tento fazer o time jogar e dar a resposta. Estou tão feliz igual eles", disse Cuca em uma de suas declarações.

ARANA

Arana
Guilherme Arana é um dos destaques do Galo na temporada (Pedro Souza/ Atlético)

Outro destaque da atual temporada é Guilherme Arana. O lateral conquistou o seu terceiro título do Campeonato Brasileiro. Ele foi bicampeão em duas das três primeiras edições que disputou com a camisa do Corinthians em 2015 e 2017.

O Galo já se tornou o clube que Arana mais defendeu na carreira, com 93 jogos. Nesta edição do Brasileirão, o jogador participou de 24 partidas, anotou um gol e contribuiu com cinco assistências.

JAIR E ALLAN

Allan
Allan e Jair durante treino (Pedro Souza/ Atlético)

A dupla Allan e Jair é um dos principais pilares do equilíbrio do Atlético-MG. Depois de começar o ano como concorrentes, o técnico Cuca passou a escalar os volantes juntos e obteve bons resultados em campo.

"É importante a gente estar bem defensivamente, porque sabemos da qualidade que tem os nossos jogadores de frente . Eu e o Allan damos o suporte para que eles possam ter tranquilidade pra decidir o jogo pra gente", disse Jair em umas de suas entrevistas.

Segundo as palavras do próprio treinador para explicar o bom rendimento defensivo da equipe no ano, "Jair é um jogador técnico, tem muita força e muita qualidade. O passe dele é preciso, tempo de jogo, bola aérea, marcação".

Já Allan "tem uma saída de bola muito refinada, ele sabe entrar entre os zagueiros. Vindo como um terceiro zagueiro pelos lados. Tem uma qualidade de passe muito grande, lançamento também muito bom".

TORCIDA

Torcida
Torcida do Atlético no Mineirão (Pedro Souza/ Atlético)

Nesta quinta, a torcida do Atético-MG enfim soltou o grito que estava entalado na garganta. Os torcedores chegaram a fazer uma festa antecipada pela conquista do Brasileirão nos últimos jogos em casa, antes mesmo que a matemática confirmasse o título.

Após bater o Fluminense, o elenco festejou com a torcida no Mineirão. "Uma comemoração que foi generalizada, né? Da arquibancada nossa, é uma tensão que se vive, é algo muito grande. Por isso que a gente comemorou dessa forma, tão efusiva, tão merecida, né? O futebol é uma delícia, mas a gente sofre muito. O coração tá na boca direto. O jogo fica em aberto até o fim e a festa que a torcida fez hoje foi linda, foi uma das melhores que eu já vi a torcida do Galo fazer", comentou Cuca.

Além de empurrar o time com gritos de incentivo nas arquibancadas, os fãs foram às ruas horas depois do triunfo sobre o Fluminense com bandeiras e sinalizadores nas principais vias de Belo Horizonte.