PUBLICIDADE

728x90px

Governo viabiliza participação de quase 2 mil artesãos na Brasil Mostra Brasil


Com o arrefecimento da pandemia do novo coronavírus, o Governo do Estado retomou o incentivo à participação presencial dos artesãos em feiras de artesanato, afirmou o governador em exercício do Rio Grande do Norte, Antenor Roberto, em visita à 26ª Multifeira Brasil Mostra Brasil, na noite desta terça-feira, 09.

Este ano, 26 municípios do RN estão presentes na Brasil Mostra Brasil, a maior representação de artesãos do Estado no evento. O governador em exercício disse que o artesanato que o Governo do Estado levou para a Multifeira, com trabalhos em rendas, bordados, de materiais reciclados e outras tipologias, é a expressão da criatividade dos artesãos do RN.

O artesanato resgata personagens, lendas, enfim, a ancestralidade potiguar, assinalou Antenor Roberto. “É uma forma de manter viva a criatividade de nosso povo”, descreveu o governador do Estado em exercício, Antenor Roberto, em visita na noite desta terça-feira, à Multifeira Brasil Mostra Brasil, na Arena das Dunas.

O Governo da professora Fátima Bezerra, que tem uma origem popular, tem esse olhar de valorização das feiras de artesanato.

As feiras no Rio Grande do Norte passaram a ser revitalizadas a partir da gestão da professora Fátima Bezerra, afirmou o governador do Estado em exercício, Antenor Roberto. Segundo ele, por causa dos dois anos da pandemia, o setor teve prejuízos. “Agora, com o arrefecimento da pandemia, o impulso (à atividade artesanal nas feiras) está sendo retomado este ano para que possamos manter viva e acesa a identidade da história a da cultura do Rio Grande do Norte por meio do artesanato”, afirmou Antenor Roberto.

A secretária da SETHAS, Iris Oliveira, que acompanhou o governador na Feira, destacou que o evento é mais um espaço de comercialização para o artesão potiguar e uma oportunidade, principalmente aquele que é do interior do Estado, de dar visibilidade à arte e à cultura expressa por suas peças. Também acompanhou o governador em exercício, o procurador geral adjunto em exercício, José Duarte Santana.

Para a subcoordenadora do Proarte (Programa Estadual do Artesanato do RN), Graça Leal, da SETHAS, pelos depoimentos dos artesãos na Brasil Mostra Brasil eles demonstram o quanto estão agradecidos ao Governo do Estado pela possibilidade de estar na feira. “Pela primeira vez todos saem de casa e se reencontram na feira. Hoje os artesãos estão colocando seus trabalhos como referência da cultura potiguar”.

O diretor da Feira, Wilson Martinez, que recebeu o governador e toda equipe do Governo do Estado, disse a partir desta quinta-feira a expectativa é um aumento do público.

De 05 a 15 de novembro, em dez dias portanto, é aguardado um público de 80 mil pessoas. A Brasil Mostra Brasil ocupa 12 mil m² de área de exposição e gera de 700 empregos diretos e indiretos.

ARTESÃOS
Pelos estandes da Multifeira, o artesanato está entre os produtos que mais chamam atenção. Este ano, a SETHAS viabilizou a participação direita e indireta cerca de 1.900 artesãs individuais e quatro associações do segmento.

Seu Valdir Alves, 77, de Parnamirim, usa seu artesanato para mostrar como o futebol e o esporte em geral são expressões culturais do país. De acordo com ele, o apoio do Governo do Estado é essencial para que artesãos como ele participem de feiras. Do contrário, não teria condições de pagar por um estande para expor suas peças.

José Carlos (Carlito), 49, disse que levou para a Brasil Mostra Brasil 104 peças exclusivas de fibra de palha de carnaúba. Carlito explicou que sem o apoio do Governo do Estado não teria como participar de eventos como a Feira.

A artesão especialista em produtos de couro, Sidnéia Barbosa, 36, vendeu uma pulseira para o governador Antenor Roberto. Desde os 12 trabalhando com artesanato, ela também disse que sem o apoio da SETHAS/PROARTE não estaria na Brasil Mostra Brasil e outras feiras.

Dona Oscarina Bezerra, 66, de Parnamirim, há 25 anos é presença nas feiras e conta que sem a seleção por editais do Proarte não estaria expondo seus produtos. Concorda com ela, Margareth Gomes, do Complexo Santá, de Santa Cruz, resumiu que os editais do Governo do Estado são um incentivo para quem vive do artesanato.

O Santá representa 22 artesãos diferenciados pelas peças que reproduzem a cultura e memória do município do Trairi Potiguar. É um artesanato que conta a história da dos ladrilhos do lugar, calçadas antigas, enfim, a arquitetura, as personagens, ícones materiais e imateriais do universo formador da vida em Santa Cruz.

Dona Helena de Medeiros, 86 anos, disse que sempre viveu do artesanato, e estar nas feiras é uma forma de manter seu trabalho vivo.

FEIRA

Brasil Mostra Brasil
Municípios presentes com artesanato:
1- São Gonçalo do Amarante
2 - Ceará Mirim
3 - Currais Novos
4 - Passa e Fica
5 - Cajazeiras
6 - Alto do Rodrigues
7 - Caicó
8 - Santa Cruz
9 - Vera Cruz
10 - Lajes
11 - São Miguel do Oeste
12 - Parnamirim
13 - Natal
14 - São José de Mipibú
15 - Macaíba
16 - Nizia Floresta
17 - Certo Corá
18 - Assú
19 - Mossoró
20 - Ouro Branco
21 - Extremoz
22 - Pendência
23 - Pureza
24 - Timbaúba dos Batistas
25 - Alto do Rodrigues
26 - Acarí

Serviço:
Evento: 26ª Multifeira Brasil Mostra Brasil
Data: 05 à 15 de novembro 2021
Horário: das 16h às 22h
Local: Arena das Dunas
Ingresso: R$ 10 (dez reais) inteira / R$ 5 (cinco reais) estudante
Site: www.brasilmostrabrasil.com.br