PUBLICIDADE

728x90px

Walkyria Santos não consegue ir ao enterro do filho; corpo foi sepultado na Grande Natal


Estudante foi encontrado morto em casa na terça (3). Horas depois, a mãe dele postou um desabafo sobre riscos de ataques e comentários negativos em redes sociais.

O corpo de Lucas Santos, de 16 anos, filho da cantora Walkyria Santos, foi sepultado no fim da manhã desta quarta (4) no cemitério Vila Flor, em Macaíba, na Grande Natal. O enterro foi restrito a familiares e amigos. Muito abalada, Walkyria não conseguiu ir ao sepultamento.

O adolescente foi encontrado morto em casa na manhã de terça (3). Horas depois, Walkyria postou um desabafo sobre os perigos das redes sociais e de ataques haters.

"Perdi meu filho, uma dor que só quem sente vai entender. Ele postou um vídeo no TikTok, uma brincadeira de adolescente com os amigos, e achou que as pessoas iriam achar engraçado, mas as pessoas não acharam, como sempre, as pessoas destilando ódio na internet. Meu filho acabou tirando a vida. Eu estou desolada, eu estou acabada, eu estou sem chão", disse ela.


Em nota, o Tik Tok disse: "Estamos profundamente tristes com esta tragédia. Temos como nossa principal prioridade dar apoio ao bem-estar da nossa comunidade e fomentar um ambiente acolhedor e inclusivo, onde todos se sintam seguros para se expressar de forma autêntica. Comentários de ódio, que violam nossas políticas e prejudicam nossa comunidade, são removidos da nossa plataforma. Também trabalhamos com especialistas, como o CVV, para dar apoio e oferecer recursos para qualquer pessoa que possa estar passando por um momento difícil. Enviamos nossos sentimentos mais sinceros para a família e amigos do Lucas".

Após a repercussão, famosos deixaram comentários de apoio na publicação. "Vocês têm noção como haters são destrutivos literalmente?", questionou Carlinhos Maia. "Força", escreveu Luísa Sonza, que já foi vítima de ataques. Veja repercussão aqui.

Desabafo de Walkyria

Após morte do filho, cantora Walkyria faz alerta: 'Vigiem. A internet está doente'

A ex-vocalista da banda Magníficos reforçou o pedido "para que vigiem e fiquem alerta" quanto ao uso das redes sociais.

"Eu fiz o que pude. Ele já tinha mostrado sinais, eu já tinha levado a psicólogo, já tinha conversado várias vezes com ele, mas foi só isso, foram só os comentários na internet, que fez com que ele chegasse a esse ponto", concluiu.

"Que Deus conforte o coração da minha família e que vocês vigiem, porque essa internet está doente".

A escola onde Lucas estudava emitiu nota de pesar e suspendeu as aulas nesta quarta-feira. "Prestamos nossa mais sincera solidariedade aos familiares e amigos neste momento de dor e consternação, pela irreparável perda", diz a nota.