PUBLICIDADE

728x90px

Volume de vendas registra alta superior a 30% em julho no RN


Resultado é o melhor dos últimos 12 meses. Por dia, empresas potiguares tiveram um faturamento médio de R$ 351,9 milhões.

No Rio Grande do Norte, as vendas diárias das empresas tiveram, em julho, o melhor resultado dos últimos 12 meses, atingindo um volume diário de R$ 351,9 milhões. Esse valor é 30,4% maior que o registrado em julho do ano passado, quando o faturamento médio diário das empresas potiguares foi de R$ 269,7 milhões.

A maior alta foi registrada no setor de bares, restaurantes e similares, que apresentou um crescimento de 160,3% no volume de vendas por dia em relação ao mesmo mês de 2020.

Os dados são da Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN) e constam no Boletim de Atividades Econômicas do RN, divulgado nesta quinta-feira (12). O levantamento traz informações sobre as operações comerciais das empresas contribuintes do ICMS. O informativo mensal reúne os principais indicadores da economia do Rio Grande do Norte a partir da emissão de notas fiscais e do volume negociado pelas empresas.

Governo do RN destina R$ 13 milhões de renúncia fiscal à cultura; valor é o maior registrado em 21 anos

Além de alta no faturamento, o número de vendas diárias também cresceu no mês de julho, chegando a uma média de um milhão de operações comerciais por dia.

Para se ter uma ideia da dimensão desse resultado, basta saber que o quantitativo superou o número médio de vendas diárias de dezembro, considerado o melhor mês de vendas no ano. Entre julho de 2020 e julho deste ano, a quantidade de emissões saltou de 871 mil para 1.039 milhão de operações por dia.

De acordo com o levantamento, o segmento que apresentou os maiores valores por venda no dia foi o comércio varejista, com um faturamento médio diário de R$ 93,1 milhões. O setor que teve o maior crescimento de um ano para outro foi o de bares, restaurantes e similares. Um dos mais afetados pela pandemia, em função das medidas restritivas, o segmento saiu de um faturamento médio diário de R$ 1,94 milhão em julho de 2020, para R$ 5,05 milhões em julho de 2021. Isso representa um crescimento de 160,3%.

O boletim também traz dados sobre a arrecadação de impostos e mostra que as receitas próprias do RN no sétimo mês do ano foram 3,8% maiores que no mês anterior, chegando ao montante de R$ 624 milhões. Esse resultado foi influenciado principalmente pelo ICMS, cuja arrecadação chegou a R$ 567 milhões. Isso representa um crescimento de 35% em relação a julho de 2020 e também um avanço em comparação com junho deste ano, quando o recolhimento desse tributo somou R$ 535 milhões.