PUBLICIDADE

728x90px

Operação Armaria investiga tráfico e fabricação ilegal de armas de fogo no RN


Uma pessoa foi presa suspeita de ser membro de uma facção criminosa e responsável pela manutenção e fabricação ilegal de armamentos.

Cerca de 30 policiais cumpriram 4 mandados de busca e apreensão e 1 mandado de prisão preventiva na Região Metropolitana de Natal na manhã desta quarta-feira (4).

A ação, deflagrada pela Força-Tarefa SUSP de combate ao crime organizado do Ministério da Justiça e Segurança Pública, em conjunto com as polícias Federal, Militar, Rodoviária Federal, Civil, Depen e Seap, faz parte da Operação Armaria para impedir o tráfico e a fabricação de armas de fogo no RN.

Os mandados, cumpridos em Parnamirim e em Natal, nos bairros Mãe Luiza e Ribeira, foram expedidos pela 14ª Vara Criminal da comarca de Parnamirim.

Uma pessoa foi presa suspeita de ser membro de uma facção criminosa e responsável pela manutenção e fabricação ilegal de armamentos, inclusive de grosso calibre.


Operação da PF investiga tráfico e fabricação de armas de fogo no RN — Foto: PF/Divulgação

O resultado das buscas vai determinar quantos suspeitos estão envolvidos no esquema. Eles devem responder por posse e comercialização ilegal de munições e armas de fogo. Em caso de condenação, as penas máximas somadas podem chegar a 18 anos de reclusão.

Procurada pelo G1, a assessoria da Polícia Federal informou que o delegado preferiu não revelar as circunstâncias que levaram ao início da investigação, que começou em janeiro de 2020.