PUBLICIDADE

728x90px

Rio Grande do Norte registra aumento de 41% no número de empresas abertas no 1º semestre de 2021


Mais de 4,4 mil empresas foram abertas de janeiro a junho, contra pouco mais de 3,1 mil no mesmo período de 2020.

As solicitações de abertura de empresas tiveram alta de 41% entre janeiro e junho de 2021, no Rio Grande do Norte, na comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, foram mais de 4,4 mil novos negócios no estado.

Os dados são da Junta Comercial do RN, que registrou 4.422 novas empresas no primeiro semestre, frente a 3.136 em 2020.

Os números também apontam melhora na comparação com o cenário pré-pandemia. Com acréscimo de 7,4% em relação ao 1º semestre de 2019, os seis primeiros meses de 2021 também tiveram o melhor resultado registrado desde 2013.

Ainda de acordo com a Jucern, a maioria desses empreendimentos tem um perfil parecido: 90% são micro ou pequenas empresas. Do total, 50% atuam no setor de serviços e 37% praticam atividade do comércio.
Empresas abertas no RN por segmento
Dados do primeiro semestre de 2021
Comércio: 1.668Serviços: 2.244Indústria: 530
Fonte: Jucern

Já o número de empresas que encerraram suas atividades, após se manter estável entre 2019 e 2020, oscilou com aumento de 7%. Foram cerca de 2.400 baixas. Ainda assim, o saldo final é positivo, com 60% mais negócios iniciando suas atividades do que encerrando.

Atendimento online

Os segundo a Jucern, os serviços de abertura de empresa estão integrados no portal Redesim RN, que reúne os dados cadastrais da Receita Federal e demais órgãos estaduais e municipais que participam do processo de abertura, alteração e baixa de empresas.


Setor de serviços foi o que mais teve abertura de empresas — Foto: Reprodução TV Globo

Atualmente, desde o registro de empresas e demais alterações até a emissão de certidões de inteiro teor e a autenticação de livros contábeis são feitas de forma online. Também foi disponibilizada no Redesim RN a assinatura avançada - ferramenta que garante a autenticidade de documentos em meio digital.

"O dispositivo utiliza o cadastro na plataforma nacional de acesso a serviços públicos Gov.br para fazer a identificação nos procedimentos. Com isso, sua utilização é gratuita e contribui para simplificar e modernizar o ambiente de negócios", informo o órgão.