Header Ads Widget

anigif.gif

Rio Grande do Norte abre 2.097 postos de trabalho em maio, diz Caged


Estado volta a ter crescimento no número de empregos formais após queda em abril. Mossoró foi a cidade que mais contratou em maio.

O Rio Grande do Norte gerou 2.097 novos postos de trabalho com carteira assinada no último mês de maio. Os dados estão no relatório mensal do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que foi divulgado nesta quinta-feira (1º) pelo Ministério da Economia.

O saldo é o resultado da diferença de contratações e demissões em trabalhos formais neste período.

O Caged aponta que o RN teve em maio 12.854 admissões e 10.757 desligamentos, gerando o saldo positivo.

No acumulado do ano, considerando os cinco primeiros meses do ano, o saldo também é positivo. Foram 71.472 contratações e 63.674 demissões - saldo de 7.798. O único mês com registro negativo foi abril, quando o estado fechou 170 postos de trabalho.
Saldo de empregos por mês no Rio Grande do Norte em 2021
Diferença entre contratações e demissões

Mossoró com maior crescimento

O crescimento em maio foi puxado sobretudo por Mossoró que gerou 888 novos postos de trabalho, tendo 2.153 admissões contra 1.265 desligamentos.

A capital Natal foi a segunda cidade com maior saldo: 400 - sendo 5.058 contratações e 4.658 demissões.

Alto do Rodrigues foi outra cidade que chamou a atenção, com 224 novos postos de trabalho, sendo 396 admissões e 172 demissões.

O maior saldo negativo ficou com Pedra Grande, que fechou 202 vagas de emprego com carteira assinada. Macaíba, com 125 postos de trabalho fechados, foi outra cidade que teve queda.
Saldo de empregos no RN de 2020 a 2021
Diferença entre vagas formais abertas e fechadas

Dezembro (2020)

● Saldo de empregos por mês: -1.302

Fonte: Ministério da Economia

Setor

O setor que mais cresceu no Rio Grande do Norte no mês de maio, segundo dados do Caged, foi o de serviços, com saldo positivo de 1.045. Em seguida, o setor de comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas foi quem mais abriu postos de trabalho neste período: 645.

Por outro lado, o setor de construção foi o que teve a maior redução: -219.

Brasil

A economia brasileira gerou 280 mil empregos com carteira assinada no mês de maio.

1.694.604 contratações
1.292.965 demissões

O volume de empregos criados no mês passado representa aceleração em relação a março e abril deste ano, quando foram abertas, respectivamente, 176.981 e 116.423 vagas formais

Publicidade
728x90px