PUBLICIDADE

728x90px

Potiguar Italo Ferreira avança para às oitavas de final em Tóquio


A ficha finalmente caiu. Uma das modalidades que estão fazendo a sua estreia olímpica em Tóquio, o surfe iniciou as disputas neste sábado (manhã de domingo no Japão), na onda de Tsurigasaki, na cidade de Ichinomiya, a 100km da capital japonesa. E nada melhor que começar com uma vitória brasileira. Campeão mundial em 2019, Italo Ferreira venceu a bateria 1 da primeira rodada masculina, avançando direto às oitavas de final.

Mesmo com o mar em condições adversas devido a um tufão nas proximidades da costa leste japonesa, o potiguar conseguiu ondas de 7.00 e 5.90 (somatório de 12.90), avançando direto às oitavas, que serão realizadas a partir da noite deste domingo (manhã de segunda no Japão).

- Estou muito feliz, estou até arrepiado. Estava ansioso para essa estreia, mas depois que caí no mar e peguei a minha onda a coisa fluiu. Hoje o mar estava meio difícil, mas eu treinei bastante e o atleta tem que estar preparado para tudo. A tendência é que o mar melhore um pouco amanhã e eu espero aproveitar da melhor forma - disse Italo.

O outro classificado foi o japonês Hiroto Ohhara, que teve 6.00 a 5.40 como melhores notas, fazendo companhia a Italo nas oitavas. Ohhara é local da própria Tsurigasaki.

Os outros dois participantes da bateria foram o italiano Leonardo Fioravanti, surfista da elite, e o argentino Leandro Usuna, que terão de encarar a repescagem na madrugada deste domingo. Fioravanti ficou em terceiro com um total de 9.43 (4.93 + 4.50), enquanto Usuna terminou em quarto com 8.27 (4.20 + 4.07)

A primeira fase masculina prossegue em Tsurigasaki com mais quatro baterias. Às 21h40, será a vez de Gabriel Medina entrar em ação. O SporTV3 transmite ao vivo, e o ge acompanha em tempo real. Confira as baterias:

1. Italo Ferreira (BRA) 13,67 x Leonardo Fioravanti (ITA) 9.43 x Hiroto Ohhara (JAP) 11.40 x Leandro Usuna (ARG) 8.27
2. Kanoa Igarashi (JAP), Jeremy Flores (FRA), Miguel Tudela (PER) e Bily Stairmand (NZL)
3. Kolohe Andino (EUA), Julian Wilson (AUS), Lucca Mesinas (PER) e Rio Waida (IND)
4. John John Florence (HAV), Owen Wright (AUS), Manuel Selman (CHI) e Ramzi Boukhiam (MAR)
5. Gabriel Medina (BRA), Michel Bourez (FRA), Leon Glatzer (ALE) e Carlos Muñoz (CRI)