PUBLICIDADE

728x90px

Pecuária leiteira se fortalece com obras de galpões para armazenamento de feno


A construção dos galpões para armazenamento de feno da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), em Ipanguaçu, está em ritmo acelerado. Os galpões fazem parte do Projeto de Fortalecimento da Pecuária Leiteira do Governo do Estado, executado pelo Governo Cidadão em parceria com a Secretaria de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape), Secretaria de Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf) e recursos do empréstimo junto ao Banco Mundial. As obras físicas já atingiram mais de 51% e têm previsão de conclusão em setembro deste ano.

O Projeto de Fortalecimento da Pecuária Leiteira Bovina e Caprina tem como objetivo aprimorar o rebanho potiguar através de diversas ações, que vão desde a oferta de volumoso para os animais – feno a preço subsidiado, distribuição de sementes de palma forrageira e produção de silagem -, até a distribuição de tanques de resfriamento de leite coletivo e melhoramento genético do rebanho, a partir do primeiro centro de treinamento para formação de inseminadores do RN.

A ação prevê, ainda, distribuição de kits de inseminação artificial para bovinos, bem como trabalho de melhoramento genético do rebanho caprino leiteiro. A aquisição de equipamentos e máquinas, além da instalação de sistemas de irrigação e implantação do Capim Tifton 85, vão propiciar a produção do feno, que será comercializado aos produtores da cadeia do leite através da Emparn.

O secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro, defende que iniciativas como esta reforçam o compromisso do Governo com economia do campo e os produtores rurais, começando pelos pequenos. “O projeto de fortalecimento da pecuária leiteira do Rio Grande do Norte beneficia desde o pequeno criador de gado morador da zona rural até os médios produtores de leite”, acrescenta.

Para o presidente da Emparn, Rodrigo Maranhão, a obra tem importância significativa. “Quando esses galpões estiverem prontos, teremos como garantir a manutenção da qualidade do feno desde a produção até a entrega ao produtor rural”, pontua. O investimento total do Governo do Estado nos galpões é de R$ 751 mil.