PUBLICIDADE

728x90px

Motoboys fazem 'buzinaço' em novo protesto contra o preço da gasolina em Natal


Este é o segundo protesto feito pela categoria desde o reajuste da última quarta (7), quando o litro do combustível aumentou, passando a custar até R$ 6,49 na capital potiguar.

Um grupo de motoboys protestou no fim da tarde desta segunda-feira (12), em Natal, contra o preço da gasolina. Este é o segundo protesto feito pela categoria desde o reajuste feito na última quarta (7), quando o litro do combustível aumentou, passando a custar até R$ 6,49 na capital potiguar.

Os manifestantes se concentraram no cruzamento das Avenidas Salgado Filho e Nevaldo Rocha a partir das 16h. Por volta das 16h30, saíram em um 'buzinaço' até o bairro de Neópolis e voltaram pela Salgado Filho, parando nas proximidades da Igreja Universal, por volta das 17h30.

De acordo com os motoboys, o atual valor da gasolina não permite que eles lucrem em cima das entregas.

""A nossa reivindicação aqui é para que o preço da gasolina tenha uma queda, que a Petrobras pare com esses consecutivos reajustes, para que a gente possa trabalhar de uma forma mais digna. A nossa categoria precisa de um combustível mais barato para poder lucrar em cima das entregas", disse Maciel Medeiros.

Motoboys fazem 'buzinaço' e protestam contra preço da gasolina em em Natal — Foto: Julianne Barreto/Inter TV Cabugi

A manifestação contou também com o apoio de populares. "A gasolina está muito cara. Os motoboys estão sofrendo na pele. São trabalhadores, cidadãos igual nós somos, e precisam de um apoio popular", disse o servidor público Werlen Martins.

"A população precisa respeitar e estar do lado de quem sai das suas casas todos os dias para trabalhar, arriscando as suas vidas. Então, nada mais justo, eu como cidadão natalense, contribuir e apoiar uma causa tão justa", completou.


Segundo protesto

Na quarta-feira passada (7), após o novo reajuste no valor da gasolina entrar em vigor, um grupo de aproximadamente 200 motoboys protestou contra o aumento do preço. A manifestação bloqueou as pontes Newton Navarro e de Igapó. Os manifestantes fizeram um 'buzinaço', que foi apoiado pelos veículos que passavam nas vias.

Publicidade
728x90px