PUBLICIDADE

728x90px

II Ursap realiza encontro sobre Tuberculose em Alto do Rodrigues


A II Unidade Regional de Saúde Pública (II Ursap), por meio do Programa Regional de Controle da Tuberculose realizou na manhã desta quarta-feira, 30, no auditório da Escola Técnica Estadual do Município de Alto do Rodrigues, uma reunião direcionada aos profissionais de enfermagem e agentes comunitários de saúde (ACS).

Presentes ao evento a coordenadora da Equipe Técnica da II URSAP, Jane Maria Valcácio Duarte, o coordenador do Programa Regional de Controle da Tuberculose da II URSAP, Sival da Silva Duarte Filho, a técnica do Programa de Tuberculose da II URSAP, Zenilda Rafaela Costa Nóbrega, a coordenadora municipal da Atenção Primária à Saúde (APS) de Alto do Rodrigues, Daiane Inácio de Souza e a coordenadora municipal do Programa de Controle da Tuberculose, Jayne Alves Vidal.

"A reunião teve como finalidade explicar o fluxo de dispensação de medicação da tuberculose e incentivar o município para mobilizar os enfermeiros e agentes comunitários de saúde (ACS) para realizar a busca ativa dos sintomáticos respiratórios", disse a técnica do Programa de Tuberculose da II URSAP, Rafaela Costa Nóbrega.

"Neste evento falamos sobre as buscas ativas de tuberculose, sobre quais exames devem ser feitos, o fluxo para pedido de medicação e tiramos algumas dúvidas. Já realizamos este tipo de evento no município de Triunfo Potiguar, que ocorreu no dia 08 de junho. Estamos programando uma reunião no município de Baraúna para o dia 14 de julho", ressaltou o coordenador do Programa Regional de Controle da Tuberculose da II URSAP, Sival da Silva Duarte Filho.

"Alto do Rodrigues tem um caso notificado de tuberculose e o Ministério da Saúde (MS) exige que ao final de 2021 o município tenha notificado pelo menos seis casos da doença", disse o coordenador Sival da Silva Duarte Filho.

"A tuberculose ainda é um sério problema da saúde pública reconhecido pelo governo brasileiro. Portanto, em razão de propósitos de suas políticas públicas, assumiu compromissos com seus cidadãos e com a comunidade internacional de controlar sua evolução, procurando reduzir sua prevalência na população", destaca a gerente da II Ursap, Emiliana Bezerra Cavalcanti.

Publicidade
728x90px