Header Ads Widget

anigif.gif

Governador do Rio Grande do Sul revela ser homossexual


Pelas redes sociais, Eduardo Leite recebeu mensagens de apoio de diversos políticos

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), disse publicamente -- pela primeira vez -- que é homossexual. Chefe de Executivo estadual mais jovem do Brasil, com 36 anos, Leite se apresenta como um dos pré-candidatos à presidência da República em 2022.

A revelação sobre sua orientação sexual foi feita em entrevista ao programa Conversa com Bial, da TV Globo, que vai ao ar na madrugada desta 6ª feira (2.jul). "Eu sou gay. E sou um governador gay, e não um gay governador, tanto quanto Obama nos Estados Unidos não foi um negro presidente, foi um presidente negro. E tenho orgulho disso", afirmou o governador.

Segundo ele, "esse não era um assunto até aqui porque se deveria debater mais o que a gente pode fazer na política, e não exatamente o que a gente é ou deixa de ser". Ainda nas palavras do tucano, "nesse Brasil com pouca integridade a gente precisa debater o que se é".

Após a revelação, diversos políticos se maifestaram pelas redes sociais. "Admiração e respeito ao meu amigo", escreveu o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). O ex-senador e ex-ministro das Relações Exteriores José Serra, por sua vez, pontuou: "Registro aqui meu apoio e respeito ao governador Eduardo Leite. Grande abraço, meu caro". Já Roberto Freire, presidente do Cidadania, classificou o gesto como "importante e corajoso".

Os senadores Fabiano Contarato (Rede-ES) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE) também falaram sobre o assunto. O primeiro publicou: "Parabenizo o governador Eduardo Leite pela bravura! Sei a dor que é a prisão do armário, sobretudo num ambiente conservador como a Política, e cada um deve descobrir seu momento certo para esse gesto. Seja feliz e siga seu ótimo trabalho: a vida será mais leve!". Já Vieira disse que "a sociedade só avança em cada momento histórico inspirada pelo exemplo".

Eduardo Leite agradeceu as mensagens e acrescentou que "o amor vai vencer o ódio". A frase foi repetida pelo partido do governador, que também o parabenizou "pela coragem".

Homossexualiade e política nos Estados Unidos

No território americano, que foi citado por Eduardo Leite na entrevista, o secretário de Transportes do governo de Joe Biden e ex-prefeito de South Bend -- no estado de Indiana --, Pete Buttigieg, é homossexual e também concorreu nas primárias do partido Democrata para ser o candidato deste à presidência da República em 2020. Ex-militar, ele venceu as prévias no estado de Iowa, ficando à frente de Bernie Sanders e do próprio Biden.

Publicidade
728x90px