PUBLICIDADE

728x90px

Covid-19: Três maiores cidades do RN estão liberadas para realizar eventos com até 150 pessoas


Natal, Mossoró e Parnamirim saíram da fase amarela. Atividades só podem ser realizadas em municípios com indicadores da pandemia em nível verde.

Os municípios de Natal, Parnamirim e Mossoró estão autorizados a realizar eventos com até 150 pessoas. As cidades saíram da fase amarela no indicador de monitoramento da pandemia da Covid-19 da Secretaria Estadual de Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) divulgado nesta terça-feira (27).

O governo estadual liberou a realização de eventos sociais, como shows e festas, com até 150 pessoas a partir da última sexta-feira (23). A liberação está condicionada à situação da pandemia em cada cidade potiguar. Ou seja, eventos só estão permitidos em municípios com indicador composto na cor verde.

Ao todo, 30 municípios saíram da fase amarela para a verde nos últimos sete dias. O último levantamento semanal publicado pela Sesap aponta que 59 municípios potiguares estão na cor verde. Veja aqui.

"Para os eventos sociais, qualquer migração de fase está condicionada aos municípios se manterem nessa classificação verde. Para os eventos técnicos, corporativos e científicos, basta o município estar classificado no amarelo", conta o secretário estadual de Tributação, Carlos Eduardo Xavier.

"O Comitê Científico da Sesap avaliou que a vacinação tem sido fundamental para este avanço [da fase amarela para verde]. A gente tem um avanço importante na quantidade de pessoas vacinadas aqui no estado e isso já se reflete nesses números, principalmente no que diz respeito a quantidade de pessoas procurando internações. A gente chegou a ter, nos momentos mais críticos da pandemia aqui no estado, até 150 solicitações diárias de internação. Hoje, com o avanço da vacinação, a gente não chega a 30 solicitações por dia. É um momento de cautela, mas os números da vacinação têm sido fundamentais pra este avanço no quadro epidemiológico aqui do estado", explica o secretário.

Carlos Eduardo Xavier frisa a importância dos cuidados contra a Covid-19, que ainda são necessários. De acordo com ele, os municípios precisam se manter no nível verde para avançar no calendário de eventos.

"Para os eventos sociais, qualquer migração de fase está condicionada aos municípios se manterem nessa classificação verde. Para os eventos técnicos, corporativos e científicos, basta o município estar classificado no amarelo", diz.

"Todos os cuidados ainda são necessários. Primeiro, no cumprimento dos protocolos. Esses eventos estão liberados nesses municípios, mas, inicialmente, com a restrição de 20% do público. Em casas maiores, mesmo com a capacidade maior, é permitido um público máximo de 150 pessoas. É importante que, mesmo neste contexto, haja o cumprimento dos protocolos, como a utilização de máscara e álcool em gel. Se a população tiver conhecimento de qualquer evento com características distintas destes que estão que estão sendo autorizados, é importante que faça a comunicação à Secretaria de Segurança Pública para que haja uma fiscalização nesses eventos, possivelmente clandestinos", finaliza.

Veja calendário de reabertura dos eventos sociais

Fase 1 - A partir de 23 julho de 2021, com ocupação máxima de 20% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 150 pessoas;
Fase 2 - A partir de 06 de agosto 2021, com ocupação máxima de 40% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 300 pessoas;
Fase 3 - A partir de 20 de agosto de 2021, com ocupação máxima de 60% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 450 pessoas;
Fase 4 - A partir de 03 de setembro de 2021, com ocupação máxima de 80% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 600 pessoas;
Fase 5 - A partir de 17 de setembro de 2021, permitida a ocupação de 100% da capacidade do local.