Header Ads Widget

anigif.gif

CIA Nawar, Patrulha Canina e Rafael Viana e músicos animam o fim de semana


A CIA Nawar apresenta no próximo sábado, dia 10, o espetáculo Minha Alma Dança, com direção geral de Joelma Azevedo e direção artística de Sayonara Gonçalves. A publicação faz parte do Projeto virtual Dançando nas Dunas Virtual e estará acessível a partir das 16h30, nas redes sociais @dancandonasdunas.

O espetáculo é uma representação da alma da bailarina e conta a história de alguém que dançou toda sua vida em ritmos e estilos diferentes. Como toda bailarina em suas diversas fases, mostra a diversidade da dança do ventre, de músicas mais tradicionais, profundas, até as atuais, pops e fusionadas. Na ocasião, também será apresentado ao público um pouco da riqueza e variações da dança árabe, um mundo de possibilidades, através da dança de cada bailarina.

A programação dominical exibe o Bosque Encena virtual, no próximo dia 11, a partir das 10h, o show “As Aventuras da Patrulha Canina”, com a Fábrica das Maravilhas que viaja até a Bahia da Aventura para encontrar Ryder e seus filhotes, uma produção Ilha Deserta.

Eles embarcam em missões para ajudar a prefeita Goodwey e todos os seus amigos da cidade, ensinando a importância da reciclagem, salvando a Galinheta a sair do buraco e ajudando o dono do circo, Raimundo, a reformar o seu picadeiro e salvar a apresentação.

Já o Som da Mata virtual será publicado no final da tarde, às 16h30, com a apresentação do guitarrista Rafael Viana, que estará acompanhado dos músicos Tiago Lima (contrabaixo), Athenusko Ângelo (teclado), Raquel Oliveira (saxofone) e Bruno Lucas (bateria). A produção audiovisual do show é de Tiago Lima.

Formado pela Escola de Música da UFRN, em 2017 e integrante da SESI Big Band há três anos, desde 2019, o documentário “O Som da Oficina”, produzido por Fernando Suassuna e Carito Cavalcanti, mostra o dia a dia do guitarrista, vencedor do festival de cinema “O bé desse bode é ibérico e outras experiências sensoriais”.


Os projetos Bosque Encena, Som da Mata e Dançando nas Dunas acontecem graças à renúncia fiscal da Prefeitura do Natal, por meio da Lei Djalma Maranhão. E contam com o apoio do Governo do Estado, através do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente - Idema, que cede o espaço do Parque das Dunas, onde estão sendo gravados os eventos.


Dia: 10/07 (sábado)

Evento: Dançando nas Dunas - 16h30













Produção Bosque Encena e Som da Mata: SADEPAULA Produções Criativas

Publicidade