PUBLICIDADE

728x90px

Chamado de "anta" por Bolsonaro, Aziz diz que "onças vão pegar o guariba"


Presidente da CPI da Covid fez uma analogia para dizer que a comissão está no encalço do chefe do Executivo

Depois de ser chamado de "anta amazônica" pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, senador Omar Aziz (PSD-AM) gravou um vídeo em que, de forma oblíqua, diz que a CPI vai "pegar" Bolsonaro.

Omar recorreu a uma analogia com a fauna amazônica. "O predador do macaco guariba é a onça. Esses militares que estão ao seu lado sabem disso, eles serviram no meu estado. Pergunte a eles. Que fique claro: na CPI não tem anta, tem onça. E as onças vão pegar o guariba. Pode acreditar", escreveu o senador nas redes sociais, referindo-se ao animal que, segundo ele, urina e defeca ao sentir-se acuado.

No vídeo, o parlamentar ainda afirma que o "cercadinho" -- local onde

reúnem-se apoiadores de Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada -- tem ficado cada vez menor e cobrou que, ao parar para falar com os simpatizantes, o presidente se solidarize com as vítimas da covid-19.

Mais cedo, na primeira conversa com apoiadores após a internação em São Paulo, Bolsonaro chamou o senador de "anta amazônica". A crítica foi feita pelo presidente, ao negar corrupção na negociação de vacinas conta covid-19 e também para acusar o parlamentar de querer viabilizar a compra de imunizantes a qualquer custo.

"Quem queria comprar vacina, não interessando o preço e sem passar pela Anvisa, era o Omar Aziz. Está documentado numa emenda que ele apresentou uma medida provisória nossa, sobre vacina, bem como o irmão do Renan Calheiros, o Renildo Calheiros, apresentou uma emenda igualzinha, que estados e municípios podiam comprar vacina sem a certificação da Anvisa e sem licitação. Imagina se aprova isso, hein, Omar Aziz? Mais conhecido como anta amazônica", disse Bolsonaro.


Publicidade
728x90px