Header Ads Widget

728x90cm-CELULAR

4º Fórum de Inclusão Social discute demandas de capacitação de quatro municípios


4º Fórum de Inclusão Social discute demandas de capacitação de quatro municípios do RN

Macaíba, Pedra Grande, Pureza e São Gonçalo do Amarante foram os municípios abrangidos no 4º Fórum de Inclusão Social, realizado nesta terça-feira (6). O evento, que é uma iniciativa da Secretaria de Estado da Administração (Sead), por meio da Escola de Governo (EGRN), e faz parte das dinâmicas previstas no Plano RN Inclusivo, reuniu gestores e servidores públicos, além de representantes de organizações da sociedade civil e da comunidade, para debater políticas públicas e proposições de capacitação nessas cidades.

Na solenidade de abertura, a secretária da Administração, Virgínia Ferreira, disse que uma das preocupações no início da gestão era trabalhar com os municípios que tivessem os menores IDHs do Rio Grande do Norte, a fim de mudar essa realidade. "Não é do dia pra noite que conseguiremos, mas o RN Inclusivo representa um grande passo nesse sentido. Acredito que a população dos municípios quer ter essas mudanças. Ou seja, melhorar a qualidade de vida, ter maior nível educacional, garantir assistência rural e social; enfim, ter uma maior consciência dos seus direitos e dos seus deveres".

O diretor da Escola de Governo, professor João Emanuel Evangelista, comentou a proposição da instituição em elaborar um plano municipal de capacitação, de modo que o Governo do RN possa contribuir para explorar as potencialidades locais dos arranjos produtivos dos municípios signatários ao RN Inclusivo. "Proporemos ações de formação e de capacitação que faça com que essas comunidades possam participar mais ativamente da discussão dos problemas municipais e encontrar, junto com seus gestores, as melhores soluções, visando o aumento dos indicadores socioeconômicos e educacionais", destacou.

A professora Lúcia Pessoa, assessora técnica da EGRN e coordenadora do Plano RN Inclusivo, salientou a importância do evento, mesmo diante da crise sanitária provocada pelo coronavírus. "O fórum representa uma grande oportunidade para os munícipes dizerem à Escola de Governo o que querem em termos de capacitação. Conclamo a todos para participar, sejam membros de associações, comunidade, gestores, servidores. O momento é oportuno para que a cidadania ativa se consolide no nosso estado".

O RN Inclusivo, cuja proposta é realizar atividades educativas, voltadas para a qualificação profissional, visando à melhoria da gestão pública e consolidação da cidadania ativa para todas as regiões do Rio Grande do Norte, tem como parceiros diversas organizações. No âmbito do Executivo Estadual, somam ao Plano as Secretarias do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) e a das Mulheres, da Juventude, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos (Semjidh). Outro importante parceiro é o Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do RN (Emater).

Representando as parcerias, o diretor técnico da Emater, Raimundo Costa, parabenizou a iniciativa do evento e desejou que as discussões gerem bons resultados. "Nós tivemos a grata satisfação de sermos convidados a estar inseridos nessa dinâmica de formação, qualificação, nos mais diversos municípios do nosso estado que aderiram ao RN Inclusivo. Que tenhamos um bom levantamento de demandas e, posteriormente, tenhamos um grande plano de ação voltado para inclusão social e o respectivo desenvolvimento desses municípios envolvidos", desejou.

Também participaram da cerimônia de abertura o prefeito de Pedra Grande, Pedro Henrique de Souza Silva; o prefeito de Pureza, João da Fonseca Moura Neto; o secretário adjunto de Assistência Social de Macaíba, Eriberto Freire; e o chefe de Comunicação de Macaíba, Sérgio Nascimento.

Webinário e grupos focais

A programação do 4º Fórum de Inclusão Social iniciou às 8h com transmissão via canal do Youtube da Sead. Após a solenidade de abertura, o diretor da Escola de Governo ministrou o webinário sobre o tema "Premissas da Cidadania Ativa e Desenvolvimento Local". O professor João Emanuel Evangelista abordou a questão da desigualdade social existente no Brasil, lembrando que o país representa uma das maiores economias do mundo, mas está muito aquém no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

"Desenvolvimento local e cidadania ativa são duas formas separadas para se promover uma mudança social no Rio Grande do Norte, e assim contribuir para elevar os indicadores socioeconômicos. Só através da combinação de cidadania ativa e desenvolvimento local teremos a possibilidade de promover a justiça social democratizando o poder e distribuir a riqueza. Essa é a principal proposta do RN Inclusivo", destacou o professor.

Na sequência da palestra, os participantes foram divididos em grupos focais, momento em que puderam interagir uns com os outros e apontar demandas e propor sugestões quanto a capacitações necessárias aos municípios. A Escola de Governo vai sistematizar todas essas proposições para, posteriormente, submeter as propostas de capacitação para os municípios.

A participação dos munícipes nos grupos foi bem atuante. Os participantes enfatizaram a necessidade de capacitação para políticas públicas que envolvam a saúde, infraestrutura nas escolas, inclusão digital, acesso da tecnologia da informação para sociedades rurais, energias renováveis, turismo local, ecoambiente, desenvolvimento sustentável e demais demandas com peculiaridades de cada município.

Ao todo, 16 municípios já receberam edições do Fórum de Inclusão. Além de Macaíba, Pedra Grande, Pureza e São Gonçalo do Amarante, já foram contemplados com o evento as cidades de Currais Novos (1º Fórum), Frutuoso Gomes, Pau dos Ferros e Viçosa (2°Fórum) e Arez, Canguaretama, Goianinha, Japi, Jundiá, Monte das Gameleiras, Parnamirim , São José Mipibu e Senador Georgino Avelino (3º Fórum).

Os demais municípios signatários ao Plano RN Inclusivo receberão as próximas edições do evento. São eles: Acari, Alto do Rodrigues, Carnaúba dos Dantas, Cerro Corá, Equador, Florânia, Grossos, Jucurutu, Lagoa Nova, Macau, Paraú, São Fernando, São João do Sabugi, São José do Seridó, São Vicente e Serra Negra do Norte.



Publicidade