PUBLICIDADE

728x90px

Variante Delta: 5 pontos importantes sobre a mutação do coronavírus


Detectada em mais de 90 países, a variante indiana preocupa por ser mais contagiosa e letal

O Ministério da Saúde confirmou que uma grávida, no Paraná, morreu depois de contrair a variante delta do coronavírus. Além dela, um tripulante indiano também faleceu com a mutação em um navio que chegou ao Maranhão.

A variante delta vem se espalhando rapidamente e tem deixado especialistas e governos em total situação de alerta.

5 pontos importantes sobre a variante:

1 - A variante indiana do novo coronavírus, batizada de "delta" pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é 40% mais contagiosa, segundo afirmou o ministro britânico da Saúde, Matt Hancock, recentemente.

2 - As mutações permitem que o vírus se ligue mais facilmente às células das pessoas e escape de algumas reações imunológicas, segundo Deepti Gurdasani, epidemiologista clínico da Universidade Queen Mary, de Londres.

3 - Infectados reclamam de dor de cabeça, nariz escorrendo e garganta dolorida. Febre também está entre os sintomas, mas a perda do olfato e do paladar não, conforme relataram infectados a um aplicativo britânico que monitora os sintomas da covid-19. Isso significa que, para alguns jovens, a doença se manifesta como uma gripe mais forte, explica Tim Spector, do King's College de Londres.

4 - Em comparação com a variante alfa, as infecções com a variante delta levam a mais hospitalizações de pacientes.

5 - Segundo os pesquisadores escoceses, a vacina da Pfizer-Biontech tem até 79% de eficácia contra a variante delta, em comparação com 92% no caso da variante alfa. E a proteção da vacina da AstraZeneca contra a delta é de 60% em comparação com 73% no caso da variante alfa.

Publicidade
728x90px