PUBLICIDADE

728x90px

Restauração da Pinacoteca deve ser finalizada até setembro


Até setembro próximo o Rio Grande do Norte terá de volta, restaurado, o prédio da Pinacoteca do Estado, localizado no bairro da Cidade Alta, em Natal. O equipamento cultural que reúne a mais relevante produção potiguar de artes plásticas está sendo recuperado pelo Governo do RN com recursos de R$ 6,4 milhões viabilizados pelo projeto Governo Cidadão e Secretaria Estadual de Turismo (Setur), via acordo de empréstimo com o Banco Mundial.

A obra estava paralisada, quando foi entregue à atual gestão estadual, e com apenas 3% de execução. Mas, em 2019 e 2020 – mesmo com a pandemia – avançou e já chegou a 94% de execução. A governadora Fátima Bezerra fez uma vistoria no local, nesta quarta-feira (23), acompanhada do vice-governador Antenor Roberto, dos secretários estaduais Fernando Mineiro (Gestão de Projetos e Metas) e Gustavo Coelho (Infraestrutura) e do diretor-geral da Fundação José Augusto, Crispiniano Neto. Representando a Setur estava a subsecretária de Turismo, Solange Portela, e pela parte da Secretaria Estadual de Educação (Seec) estava o subsecretário de Esportes e Lazer, Francisco Canindé.

“Quando assumimos, a exemplo de outras obras na área da Cultura, a da Pinacoteca estava menos de 4% concluída. Hoje, já está quase pronta; isso com uma pandemia no meio. E vem mais coisa por aí!”, anunciou a governadora, referindo-se às obras em fase final — Teatro Alberto Maranhão (96% concluída), Fortaleza dos Reis Magos (84%) e os serviços complementares da Biblioteca Câmara Cascudo, além do Memorial Câmara Cascudo. Todos esses investimentos têm recursos do Governo Cidadão e serão finalizados por esta gestão estadual, como anunciou a governadora, juntando-se aos prédios do Papódromo João Paulo II e da Escola de Dança do TAM, já entregues.

“Vamos devolver à sociedade esse prédio histórico que foi sede de todos os governos por quase um século, por onde passaram todas as decisões para que o Rio Grande do Norte fosse configurado. Então, é um prazer devolver este prédio à sociedade, seguindo a orientação da governadora de priorizamos este serviço que vai ajudar a preservar a Cultura e a história potiguar”, destacou Fernando Mineiro.

ACESSIBILIDADE E RESTAURO

As mudanças no prédio são visíveis nas adaptações de acessibilidade (rampas e elevador) que beneficiam entradas principais, banheiros e escadas, e se estendem no novo projeto central de climatização e de sonorização, no sistema de câmeras de segurança instalado, nas instalações elétricas e hidráulicas renovadas, sistema combate a incêndio atualizado, assim como os serviços de esgoto e de destino de águas pluviais.

“Quero ressaltar o grande empenho do Governo Cidadão para que este prédio chegasse a esse estágio, quase finalizado, em uma ação conjunta entre os órgãos de governo”, declarou Gustavo Coelho.

O prédio é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN-RN) e, por isso, requer restauro especializado e serviços mais detalhados como os de revestimento e recuperação de esquadrias, louças, metais e acessórios. Além de ser responsável pela gestão da Pinacoteca, a Fundação José Augusto atua ao lado do IPHAN-RN na fiscalização das obras com o apoio dos setores de engenharia da Setur e do Governo Cidadão.

À frente da FJA, Crispiniano Neto afirmou na ocasião que “estão sendo entregues à classe artística e à sociedade espaços totalmente renovados; e o Rio Grande do Norte tem boas perspectivas nesta seara."

HISTÓRIA E CULTURA

Há quase 150 anos, o prédio de arquitetura neoclássica faz parte da história do Rio Grande do Norte. Sua restauração faz parte de um grupo de nove equipamentos culturais que estão recebendo ou já receberam investimentos que atingem quase R$ 30 milhões, via Governo Cidadão. São eles: Teatro Alberto Maranhão, Escola de Dança do Teatro Alberto Maranhão (EDTAM), Fortaleza dos Reis Magos, Memorial Câmara Cascudo, Biblioteca Câmara Cascudo, Museu Café Filho (Natal), mais os teatros Adjuto Dias (Caicó) e Lauro Monte Filho (Mossoró).

A Pinacoteca do Estado abriga peças que traçam uma panorâmica da pintura no Rio Grande do Norte com nomes como Thomé, Newton Navarro e Dorian Gray. Também é conhecida como Palácio Potengi, por ter sido sede do Governo por um período de quase cem anos.

Participaram da vistoria às obras de restauro da Pinacoteca, nesta quarta-feira (23), as vereadoras Brisa Bracchi, Divaneide Basílio e Júlia Arruda, a deputada estadual Isolda Dantas e Flávio Mousinho Moreira Filho, diretor da Ramalho Moreira, construtora responsável pela obra.





Publicidade
728x90px