PUBLICIDADE

728x90px

Após denúncia de corrupção, CPI convoca Barros e ex-diretor da Saúde


Líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros foi citado em suposto esquema de propina na pasta

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia aprovou nesta 4ª feira (30.jun) a convocação do líder do governo na Câmara, deputado Ricardo Barros (PP-PR), e do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Dias.

No total, 21 pessoas foram convocadas à CPI, todas com ligações à pasta e ao segmento farmacêutico. Isso porque a cúpula da comissão quer avançar na investigação de um suposto esquema de corrupção na compra de vacinas por parte do governo federal.

Veja a lista completa de convocados para depor:

- Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara
- Roberto Ferreira Dias, ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde
- Regina Célia Silva Oliveira, servidora do Ministério da Saúde
- Thiago Fernandes da Costa, servidor do Ministério da Saúde
- Marcelo Bento Pires, coordenador de logística do Ministério da Saúde
- Rodrigo de Lima, funcionário do Ministério da Saúde
- Robson Santos da Silva, secretário de saúde indígena do Ministério da Saúde
- Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da Davati Medical Supply no Brasil
- Cristiano Alberto Carvalho, procurador da Davati Medical Supply no Brasil
- Rogério Rosso, ex-deputado e diretor da União Química
- Túlio Silveira, representante da Precisa Medicamentos
- Emanuela Medrades, diretora da Precisa Medicamentos
- Antônio José Barreto de Araújo Junior, ex-secretário executivo do Ministério da Cidadania
- Danilo Berndt Trento, sócio da empresa Primarcial Holding e Participações LTDA
- Emanuel Catori, sócio da Belcher Farmacêutica
- Gustavo Mendes Lima, gerente de medicamentos da Anvisa
- Luciano Hang, dono da rede de lojas varejistas Havan
- Antonio Jordão de Oliveira Neto, médico
- Adeílson Loureiro Cavalcante, ex-secretário executivo do Ministério da Saúde
- Silvio de Assis, empresário

Publicidade
728x90px