PUBLICIDADE

728x90px

RN registra 265.627 casos confirmados e 6.077 mortes por Covid-19


Sesap aponta 16 óbitos ocorridos nas últimas 24 horas

O Rio Grande do Norte tem 265.627 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. A doença vitimou 6.077 pessoas no estado. Outros 1.271 óbitos estão sob investigação. Os dados estão no boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) desta sexta-feira (28).

Em relação ao dia anterior, são 28 mortes a mais - sendo 16 óbitos ocorridos nas últimas 24 horas, em Natal (3), Mossoró (3), Severiano Melo (1), São José de Mipibu (1), Caicó (1), Portalegre (1), Pau dos Ferros (1), Guamaré (02), São Miguel (1), Tibau (1) e Jardim de Piranhas (1).

O RN tem ainda 91.984 casos suspeitos e 515.019 casos descartados de Covid-19. Os casos inconclusivos, tratados como "Síndrome Gripal não especificada", seguem em 131.945.

Segundo o boletim, 1.011 pessoas estão internadas por causa da Covid-19 no RN - 700 na rede pública e 311 na rede privada (apenas 8 dos 10 hospitais privados atualizaram os dados, de acordo com a Sesap). Com 391 pacientes, a taxa de ocupação dos leitos críticos (semi-intensivo e UTIs) é de 87% na rede pública; com 174 internados, a rede privada tem 100% de ocupação.

Números do coronavírus no RN

  • 265.627 casos confirmados
  • 6.077 mortes
  • 91.984 casos suspeitos
  • 515.019 casos descartados
Pesquisa PoderData realizada de segunda-feira a quarta-feira desta semana (24 a 26 de maio) mostra que o governo do presidente Jair Bolsonaro é desaprovado por 64% dos que receberam o auxílio emergencial. O número supera a taxa geral de desaprovação, que é de 59% . A gestão federal é aprovada por 29% do grupo dos contemplados pelo dinheiro, e uma parcela de 6% não soube responder a pergunta. No estudo anterior, feito de 26 e 28 de abril, 58% dos beneficiários do auxílio reprovavam a atual gestão. A rejeição do governo do presidente entre os beneficiados pelo auxílio e aqueles que não receberam o suporte financeiro se assemelha. No panorama geral, a desaprovação ficou em 59%.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/governo-bolsonaro-e-reprovado-por-64-dos-que-receberam-auxilio-emergencial/ | Agora RN

Sesap aponta 16 óbitos ocorridos nas últimas 24 horas.

Pesquisa PoderData realizada de segunda-feira a quarta-feira desta semana (24 a 26 de maio) mostra que o governo do presidente Jair Bolsonaro é desaprovado por 64% dos que receberam o auxílio emergencial. O número supera a taxa geral de desaprovação, que é de 59% . A gestão federal é aprovada por 29% do grupo dos contemplados pelo dinheiro, e uma parcela de 6% não soube responder a pergunta. No estudo anterior, feito de 26 e 28 de abril, 58% dos beneficiários do auxílio reprovavam a atual gestão. A rejeição do governo do presidente entre os beneficiados pelo auxílio e aqueles que não receberam o suporte financeiro se assemelha. No panorama geral, a desaprovação ficou em 59%.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/governo-bolsonaro-e-reprovado-por-64-dos-que-receberam-auxilio-emergencial/ | Agora RN