Header Ads Widget

728x90px

'Não há o que comemorar', diz delegado após ação com 25 mortos na comunidade do Jacarezinho


Polícia afirma que 24 dos mortos no tiroteio na comunidade do Jacarezinho eram suspeitos; 25ª vítima era policial

Membros da Polícia Civil afirmaram ter entrado na comunidade do Jacarezinho, na zona norte do Rio, nesta quinta-feira (6), para cumprir mandados de prisão contra um grupo que aliciava menores para o tráfico e que todos os protocolos exigidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal) na decisão que restringe ações policiais foram cumpridos na operação que deixou 25 mortos. 

De acordo com a polícia, apenas o policial civil morto com tiro na cabeça foi executado. Os representantes da instituição afirmaram ainda que os 24 mortos eram criminosos.