PUBLICIDADE

728x90px

Índia bate novo recorde de mortes por Covid, mas casos despenca


País superou o recorde diário de óbitos do Brasil e se aproximou do recorde mundial, que pertence aos EUA. Número de infectados em 24 horas caiu de 414 mil para 263 mil em 12 dias.

A Índia registrou um novo recorde de mortes por Covid-19 nesta terça-feira (18) e superou os 25 milhões de casos confirmados da doença, mas o número de infectados despencou nos últimos dias.

Foram 4.329 óbitos nas últimas 24 horas, elevando o total de vítimas do novo coronavírus para 278 mil, e 263 mil novos casos, o que fez o número de infectados passar de 25,2 milhões.

O número de mortes superou o recorde diário do Brasil (4.211 em 6 de abril) e se aproximou do recorde mundial, que ainda pertence aos Estados Unidos (4,4 mil em 12 de janeiro).

A Índia foi responsável por 41% de todas as mortes e 49% de todos os casos confirmados no mundo nas últimas 24 horas, segundo dados do "Our World in Data", projeto ligado à Universidade de Oxford.

A Marinha da Índia executa uma grande missão de resgate aéreo e marítimo, nesta terça-feira 18, em busca de 81 trabalhadores e tripulantes desaparecidos. A embarcação em que eles estavam afundou no mar agitado, após um ciclone poderoso que atingiu o litoral oeste do país. Cerca de 180 das pessoas a bordo da barcaça foram resgatadas durante o naufrágio no litoral de Mumbai. Foram iniciados esforços para remover tripulantes retidos em uma segunda barcaça que encalhou devido à tempestade, disse a Marinha. “Há ondas de 6 a 7,6 metros, os ventos estão fortes e a visibilidade é baixa”, informou o porta-voz da Marinha, Vivek Madhwal. “Navios e aeronaves foram mobilizados para a missão de busca e resgate”. O ciclone Tauktae, a tempestade mais intensa a atingir a costa oeste indiana em duas décadas, arrancou torres de alta tensão e árvores e causou desabamento de casas, matando ao menos 19 pessoas, disseram autoridades. A tempestade chegou ao solo no estado de Gujarat, aumentando a pressão no momento em que a Índia enfrenta um pico surpreendente de casos e mortes de covid-19, além de escassez de leitos e oxigênio nos hospitais.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/marinha-da-india-busca-80-desaparecidos-no-mar-apos-ciclone-devastador/ | Agora RN
A Marinha da Índia executa uma grande missão de resgate aéreo e marítimo, nesta terça-feira 18, em busca de 81 trabalhadores e tripulantes desaparecidos. A embarcação em que eles estavam afundou no mar agitado, após um ciclone poderoso que atingiu o litoral oeste do país. Cerca de 180 das pessoas a bordo da barcaça foram resgatadas durante o naufrágio no litoral de Mumbai. Foram iniciados esforços para remover tripulantes retidos em uma segunda barcaça que encalhou devido à tempestade, disse a Marinha. “Há ondas de 6 a 7,6 metros, os ventos estão fortes e a visibilidade é baixa”, informou o porta-voz da Marinha, Vivek Madhwal. “Navios e aeronaves foram mobilizados para a missão de busca e resgate”. O ciclone Tauktae, a tempestade mais intensa a atingir a costa oeste indiana em duas décadas, arrancou torres de alta tensão e árvores e causou desabamento de casas, matando ao menos 19 pessoas, disseram autoridades. A tempestade chegou ao solo no estado de Gujarat, aumentando a pressão no momento em que a Índia enfrenta um pico surpreendente de casos e mortes de covid-19, além de escassez de leitos e oxigênio nos hospitais.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/marinha-da-india-busca-80-desaparecidos-no-mar-apos-ciclone-devastador/ | Agora RN
A Marinha da Índia executa uma grande missão de resgate aéreo e marítimo, nesta terça-feira 18, em busca de 81 trabalhadores e tripulantes desaparecidos. A embarcação em que eles estavam afundou no mar agitado, após um ciclone poderoso que atingiu o litoral oeste do país. Cerca de 180 das pessoas a bordo da barcaça foram resgatadas durante o naufrágio no litoral de Mumbai. Foram iniciados esforços para remover tripulantes retidos em uma segunda barcaça que encalhou devido à tempestade, disse a Marinha. “Há ondas de 6 a 7,6 metros, os ventos estão fortes e a visibilidade é baixa”, informou o porta-voz da Marinha, Vivek Madhwal. “Navios e aeronaves foram mobilizados para a missão de busca e resgate”. O ciclone Tauktae, a tempestade mais intensa a atingir a costa oeste indiana em duas décadas, arrancou torres de alta tensão e árvores e causou desabamento de casas, matando ao menos 19 pessoas, disseram autoridades. A tempestade chegou ao solo no estado de Gujarat, aumentando a pressão no momento em que a Índia enfrenta um pico surpreendente de casos e mortes de covid-19, além de escassez de leitos e oxigênio nos hospitais. * Reportagem adicional de Aishwarya Nair e Sudarsha Varadhan

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/marinha-da-india-busca-80-desaparecidos-no-mar-apos-ciclone-devastador/ | Agora RN
A Marinha da Índia executa uma grande missão de resgate aéreo e marítimo, nesta terça-feira 18, em busca de 81 trabalhadores e tripulantes desaparecidos. A embarcação em que eles estavam afundou no mar agitado, após um ciclone poderoso que atingiu o litoral oeste do país. Cerca de 180 das pessoas a bordo da barcaça foram resgatadas durante o naufrágio no litoral de Mumbai. Foram iniciados esforços para remover tripulantes retidos em uma segunda barcaça que encalhou devido à tempestade, disse a Marinha. “Há ondas de 6 a 7,6 metros, os ventos estão fortes e a visibilidade é baixa”, informou o porta-voz da Marinha, Vivek Madhwal. “Navios e aeronaves foram mobilizados para a missão de busca e resgate”. O ciclone Tauktae, a tempestade mais intensa a atingir a costa oeste indiana em duas décadas, arrancou torres de alta tensão e árvores e causou desabamento de casas, matando ao menos 19 pessoas, disseram autoridades. A tempestade chegou ao solo no estado de Gujarat, aumentando a pressão no momento em que a Índia enfrenta um pico surpreendente de casos e mortes de covid-19, além de escassez de leitos e oxigênio nos hospitais. * Reportagem adicional de Aishwarya Nair e Sudarsha Varadhan

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/marinha-da-india-busca-80-desaparecidos-no-mar-apos-ciclone-devastador/ | Agora RN
A Marinha da Índia executa uma grande missão de resgate aéreo e marítimo, nesta terça-feira 18, em busca de 81 trabalhadores e tripulantes desaparecidos. A embarcação em que eles estavam afundou no mar agitado, após um ciclone poderoso que atingiu o litoral oeste do país. Cerca de 180 das pessoas a bordo da barcaça foram resgatadas durante o naufrágio no litoral de Mumbai. Foram iniciados esforços para remover tripulantes retidos em uma segunda barcaça que encalhou devido à tempestade, disse a Marinha. “Há ondas de 6 a 7,6 metros, os ventos estão fortes e a visibilidade é baixa”, informou o porta-voz da Marinha, Vivek Madhwal. “Navios e aeronaves foram mobilizados para a missão de busca e resgate”. O ciclone Tauktae, a tempestade mais intensa a atingir a costa oeste indiana em duas décadas, arrancou torres de alta tensão e árvores e causou desabamento de casas, matando ao menos 19 pessoas, disseram autoridades. A tempestade chegou ao solo no estado de Gujarat, aumentando a pressão no momento em que a Índia enfrenta um pico surpreendente de casos e mortes de covid-19, além de escassez de leitos e oxigênio nos hospitais. * Reportagem adicional de Aishwarya Nair e Sudarsha Varadhan

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/marinha-da-india-busca-80-desaparecidos-no-mar-apos-ciclone-devastador/ | Agora RN
A Marinha da Índia executa uma grande missão de resgate aéreo e marítimo, nesta terça-feira 18, em busca de 81 trabalhadores e tripulantes desaparecidos. A embarcação em que eles estavam afundou no mar agitado, após um ciclone poderoso que atingiu o litoral oeste do país. Cerca de 180 das pessoas a bordo da barcaça foram resgatadas durante o naufrágio no litoral de Mumbai. Foram iniciados esforços para remover tripulantes retidos em uma segunda barcaça que encalhou devido à tempestade, disse a Marinha. “Há ondas de 6 a 7,6 metros, os ventos estão fortes e a visibilidade é baixa”, informou o porta-voz da Marinha, Vivek Madhwal. “Navios e aeronaves foram mobilizados para a missão de busca e resgate”. O ciclone Tauktae, a tempestade mais intensa a atingir a costa oeste indiana em duas décadas, arrancou torres de alta tensão e árvores e causou desabamento de casas, matando ao menos 19 pessoas, disseram autoridades. A tempestade chegou ao solo no estado de Gujarat, aumentando a pressão no momento em que a Índia enfrenta um pico surpreendente de casos e mortes de covid-19, além de escassez de leitos e oxigênio nos hospitais. * Reportagem adicional de Aishwarya Nair e Sudarsha Varadhan

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/marinha-da-india-busca-80-desaparecidos-no-mar-apos-ciclone-devastador/ | Agora RN
A Marinha da Índia executa uma grande missão de resgate aéreo e marítimo, nesta terça-feira 18, em busca de 81 trabalhadores e tripulantes desaparecidos. A embarcação em que eles estavam afundou no mar agitado, após um ciclone poderoso que atingiu o litoral oeste do país. Cerca de 180 das pessoas a bordo da barcaça foram resgatadas durante o naufrágio no litoral de Mumbai. Foram iniciados esforços para remover tripulantes retidos em uma segunda barcaça que encalhou devido à tempestade, disse a Marinha. “Há ondas de 6 a 7,6 metros, os ventos estão fortes e a visibilidade é baixa”, informou o porta-voz da Marinha, Vivek Madhwal. “Navios e aeronaves foram mobilizados para a missão de busca e resgate”. O ciclone Tauktae, a tempestade mais intensa a atingir a costa oeste indiana em duas décadas, arrancou torres de alta tensão e árvores e causou desabamento de casas, matando ao menos 19 pessoas, disseram autoridades. A tempestade chegou ao solo no estado de Gujarat, aumentando a pressão no momento em que a Índia enfrenta um pico surpreendente de casos e mortes de covid-19, além de escassez de leitos e oxigênio nos hospitais. * Reportagem adicional de Aishwarya Nair e Sudarsha Varadhan

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/marinha-da-india-busca-80-desaparecidos-no-mar-apos-ciclone-devastador/ | Agora RN
A Marinha da Índia executa uma grande missão de resgate aéreo e marítimo, nesta terça-feira 18, em busca de 81 trabalhadores e tripulantes desaparecidos. A embarcação em que eles estavam afundou no mar agitado, após um ciclone poderoso que atingiu o litoral oeste do país. Cerca de 180 das pessoas a bordo da barcaça foram resgatadas durante o naufrágio no litoral de Mumbai. Foram iniciados esforços para remover tripulantes retidos em uma segunda barcaça que encalhou devido à tempestade, disse a Marinha. “Há ondas de 6 a 7,6 metros, os ventos estão fortes e a visibilidade é baixa”, informou o porta-voz da Marinha, Vivek Madhwal. “Navios e aeronaves foram mobilizados para a missão de busca e resgate”. O ciclone Tauktae, a tempestade mais intensa a atingir a costa oeste indiana em duas décadas, arrancou torres de alta tensão e árvores e causou desabamento de casas, matando ao menos 19 pessoas, disseram autoridades. A tempestade chegou ao solo no estado de Gujarat, aumentando a pressão no momento em que a Índia enfrenta um pico surpreendente de casos e mortes de covid-19, além de escassez de leitos e oxigênio nos hospitais. * Reportagem adicional de Aishwarya Nair e Sudarsha Varadhan

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/marinha-da-india-busca-80-desaparecidos-no-mar-apos-ciclone-devastador/ | Agora RN