Header Ads Widget

728x90cm-CELULAR

Brasil tem primeiros casos da variante indiana


Amostras coletadas de tripulantes de um navio no Maranhão contêm a cepa B.1.617

Seis tripulantes de um navio que está ancorado no estado do Maranhão foram diagnosticados com a variante B.1.617 do novo coronavírus -- identificada originalmente na Índia --, segundo comunicado emitido nesta 5ª feira (20.mai) pelo Instituto Evandro Chagas (IEC), órgão ligado à Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS). Essa é a primeira vez que casos da cepa indiana são detectados no Brasil.

Os casos de covid-19 ocorridos no navio, cujo nome é MV SHANDONG DA ZHI, foram notficiados à Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Maranhão pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Esta coletou amostras de secreção respiratória de 24 tripulantes e, partir do material, descobriu-se que 15 deles estavam com o novo coronavírus no organismo.

Seis amostras atendiam ainda aos critérios para passar por sequenciamento genômico. Por meio do processo, então, o IEC identificou a presença da cepa B.1.617, que é considerada uma variante de preocupação (VOC) pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e divide-se em três sublinhagens: B.1.617.1, B.1.617.2 e B.1.617.3.

O órgão afirma que esses primeiros casos no Brasil são importados e que medidas de contenção estão sendo tomadas pelas entidades responsáveis.