PUBLICIDADE

728x90px

À Paris Match, Lula diz que será candidato contra Bolsonaro em 2022


Ex-presidente tem priorizado entrevistas a veículos estrangeiros desde que obteve de volta direitos políticos

Em entrevista à revista francesa Paris Match, o ex-presidente Lula confirmou que será candidato nas eleições presidenciais de 2022. "Se estiver na melhor posição para vencer as eleições presidenciais e caso esteja em boa saúde, eu não hesitarei. Eu penso que fui um bom presidente", disse o ex-presidente.
Desde que obteve de volta os direitos políticos, Lula tem priorizado entrevistas a veículos estrangeiros em detrimento dos nacionais, em que faz duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro, sobretudo em relação à atuação do governo federal na pandemia. À CNN Internacional, por exemplo, o petista sugeriu que o presidente americano Joe Biden que doe vacinas ao Brasil.

Na entrevista a Paris Match, o ex-presidente exaltou a diplomacia em seu governo. "Eu teci boas relações com a Europa, América do Sul, África, Estados Unidos, China e Rússia."

Além disso, voltou a criticar a condenação do ex-juiz Sérgio Moro, reiterando que ela se deu apenas para impedi-lo de concorrer nas eleições de 2018.