» » » Macau: O ódio não pode transformar o município num palco de batalha

Macauense - Editorial CBNews – As dificuldades sempre farão parte da vida mas estas não podem servir de pretexto para algumas pessoas que querem transformar o município de Macau em um palco de batalha onde prevalece o ódio entre as pessoas, seja nas questões políticas ou pessoais.
As discussões e divergências são naturais num regime democrático: os conflitos de ideias são necessários para a evolução do pensamento humano, mas estes devem ser respeitados para que não entrem no campo pessoal atingindo a honra de indivíduos, como tem ocorrido ultimamente no município.
O que se tem observado, principalmente nas redes sociais em Macau é algo deplorável, que ultrapassa os limites do bom senso e da dignidade humana. A cidade está sendo tomada pelo jogo da banalidade onde ninguém respeita ninguém.
O pior é que os que mais tentam destratar, acusar e denegrir as pessoas não olham sequer para o próprio reflexo no espelho e posam como fossem os indivíduos mais corretos do mundo, dentro do seu universo chamado mediocridade.
Não se deve apostar no quanto pior melhor, principalmente na desestabilização do município de Macau com intuito de tirar proveito político. Ganhar ou perder faz parte da vida. As críticas e os questionamentos são importantes quando feitos com racionalidade e responsabilidade, mas preservando o respeito às pessoas.
Nesse momento de dificuldade econômica em que se encontra o município, se faz necessária cautela para que as coisas sejam resolvidas à luz do bom senso, deixando de lado as questões pessoais movidas pelo excesso emocional, que resulta no ódio e acaba envolvendo toda a população.

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br