» » » Potiguares veem fogo em turbina de avião e relatam pânico durante voo de Roma para Lisboa

Grupo de potiguares entrou em pânico durante voo de Roma a Portugal, após turbina pegar fogo (Foto: Padre Alcimário Pereira)
Macauense - Um grupo de 65 potiguares que foi ao Vaticano para participar da canonização dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu, tornados os novos santos da Igreja Católica no último domingo (15), sofreu um susto durante a programação religiosa no continente europeu, nesta terça-feira (17). De acordo com os passageiros, uma turbina do avião da TAP que levava o grupo de Roma a Lisboa pegou fogo cerca de 20 minutos após decolagem. A aeronave retornou a Roma e os passageiros só foram relocados em novos voos nesta quarta-feira (18)

A assessoria de imprensa da TAP confirmou o incidente, e em nota disse que "o voo TP843 Roma Lisboa de ontem à noite registrou uma anomalia técnica num dos motores logo após a decolagem do aeroporto de Fiumicino", tendo regressado conforme procedimentos previstos. Disse ainda que o avião aterrizou “com inteira tranquilidade” e que “as causas da anomalia técnica serão agora alvo de perícia”.

Entre as pessoas que estavam no grupo, havia 11 padres do Rio Grande do Norte, além de mulheres grávidas e idosas. Pouco após a decolagem, pessoas que estavam do lado esquerdo da aeronave ouviram um barulho e viram a turbina pegando fogo, de acordo com o padre Alcimário Pereira, da Paróquia de Santa Rita de Cássia dos Impossíveis, no bairro Ponta Negra, em Natal.
No aeroporto de Roma, técnicos avaliam turbina de avião da TAP que teria apresentado problema durante voo (Foto: Padre Alcimário Pereira)
 "Muitos que estavam na parte de trás viram o estouro da turbina do lado esquerdo do avião. Disseram que saiu uma bola de fogo. Eu estava do lado direito, portanto não vi. O pânico foi geral, começamos a rezar, rogar aos Santos Mártires", relatou o pároco.

Ainda de acordo com ele, o piloto apenas informou aos passageiros que teria que retornar ao aeroporto de Roma. Após esperarem três horas no terminal, eles foram colocados em ônibus e levados a hotéis da cidade. O ônibus onde o padre ficou também quebrou no caminho e os passageiros tiveram que esperar mais de uma hora até chegar ao hotel.


Segundo o padre, o grupo seguia para Portugal, onde faria uma visita religiosa ao Santuário de Fátima. O grupo foi separado em novos voos nesta quarta-feira (18), mas alguns não pretendem mais continuar a programação. "Quero voltar logo para o Brasil", informou o padre.

Via G1/RN

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br