» » » » Prefeito negocia dívida herdada superior a 800 mil e cobra nova adutora da Caern

Macauense - Nesses primeiros sete meses de sua gestão, o prefeito de Macau, Tulio Lemos tem se deparado com uma realidade até certo ponto constrangedora. Na semana em que foi chamado pela Superintendência da Caixa para negociar consignados em atraso da gestão passada, o chefe do executivo recebeu do diretor da Caern, Marcelo Toscano a cobrança de uma dívida de mais de R$ 800 mil de contas de águas que não foram pagas pela prefeitura nos últimos anos.

Perplexo diante da situação, Lemos propôs o parcelamento da dívida, de forma que o débito fosse regularizado com o pagamento de parcelas que não comprometam o equilíbrio das finanças municipais, que sofrem com as quedas de receitas e a falta de repasses de alguns convênios federais.

Adutora                              

Tulio aproveitou a oportunidade para tratar do projeto da adutora que vai trazer água dos poços de Afonso Bezerra até a estação de captação em Pendências. No encontro foi acertado que o chefe do executivo deve acompanhar o presidente da Caern em uma agenda em Brasília, para tratar da liberação dos recursos, uma vez que a companhia já investiu quase R$ 300 mil com a perfuração de poços e pesquisa hidrogeologia.

Publicidade
Image and video hosting by TinyPic

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br