» » » » Denuncia da oposição prejudica serviços odontológicos e tira emprego do macauense

Macauense - Depois de receber denúncias da oposição, o Conselho Regional de Odontologia (CRO) visitou o Centro de Especialidades Odontológicas de Macau-CEO, para verificar eventuais irregularidades no serviço e interditou três consultórios, deixando apenas um consultório para atender à população e com isso 13 pessoas desempregadas.

Segundo laudo da fiscalização do CRO, o fato mais gritante está na ocupação do cargo de ASB-Auxiliar de Saúde Bucal por pessoas sem curso profissionalizante específico. “Estamos funcionando nos moldes que vinham acontecendo o serviço, não existe essa demanda de servidores capacitados para ocupar todos os postos de trabalho nessa função no município” explicou a coordenadora de saúde bucal Suany Nobre.

Suany lembrou que é humanamente impossível em apenas 43 dias de um novo governo capacitar profissionais em um curso que tem duração mínima de um ano. “Já fizemos contatos com instituições para suprir essa falta de qualificação de profissionais. Não existe essa demanda de 15 a 20 pessoas capacitadas para ocupar todos os postos de trabalho nessa função na cidade”, reforçou.

Caos anunciado

Para Suany Nobre, outro fato levado em consideração pela equipe de fiscalização do CRO foi à falta de material de insumos. Suany revelou que encontrou o CEO sem atendimento há 60 dias e com equipamentos nas mãos de terceiros para reparos. “Negociamos com os prestadores de serviço e asseguramos o pagamento para recuperar esses equipamentos e trazê-los de volta, para colocar o serviço em pleno funcionamento”, destacou Suany.

Estrutura precária

“Recebemos o CEO necessitando de manutenção geral do prédio e reparos na instalação hidráulica e elétrica, nada diferente do caos instalado em todas as unidades de saúde”, disse Suany, revelando que toda a rede estava com equipamentos quebrados e com a falta de insumos para o atendimento.
“Estamos adquirindo todos os insumos necessários para suprir as unidades de Saúde e o CEO, seguindo à risca os trâmites legais”. Agora é aguardar a conclusão da fiscalização do CRO, para acatar todas recomendações”, explicou.

Descaso

A Secretária Municipal de Saúde, Lucianny Guerra informou que foram muitas a irregularidades encontradas e citou como exemplo o fato de existir um consultório odontológico novo na sede da Secretaria de Saúde, mas já com problemas e fora do prazo de garantia, para troca ou reparos por conta do fabricante.

Seleção de novos profissionais

Segundo ainda informou a Secretária de Saúde, a partir desta terça-feira, 14, os profissionais mesmo de outras cidades, mas que estejam capacitados com o curso de Auxiliar de Saúde Bucal podem entregar currículo para seleção na recepção da Secretaria de Saúde. Os interessados devem apresentar ainda o diploma, mais o registro do Conselho Regional de Odontologia em dia. 

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br