» » » Vereador Kekel vai responder na justiça por crime de chantagem, injúria e calúnia

Macauense - Se o objetivo do vereador macauense Kekel é se tornar “celebridade” nas páginas policiais, ele está bem perto de conseguir. Respondendo a outros processos por crimes de calúnia, injúria e difamação, Kekel agora vai responder a duas ações, sendo a primeira uma queixa crime e a segunda no Juizado Especial Civil, desta vez, denunciado por Max Almeida também pelo crime de chantagem.

O vereador usou as redes sociais no último dia 6, para ameaçar e chantagear o comunicador Maxwel Almeida, dizendo ter em sua propriedade “fotos comprometedoras” do apresentador da TV Gazeta RN, insinuando inclusive que o material poderia a qualquer momento pautar matérias sensacionalistas na imprensa local.

No post do vereador na página do Facebook, o apresentador pediu que o advogado comprovasse o que havia escrito, com a publicação do conteúdo, considerado por ele “sensacionalista”, o que não ocorreu até o dia de hoje. Kekel ainda pode ser responsabilizado por qualquer publicação apócrifa (fake) que apareça nas redes sociais com relação ao que ele mesmo chegou a insinuar.  

Danos morais
A defesa de Max Almeida pede na justiça o reparo do dano a sua imagem, cobrando uma indenização pouco superior a R$ 37 mil, além da condenação nas penas previstas nos artigos 5º inciso X, 186 e 927 da Constituição Federal. Criminalmente, Kekel responderá também pelos artigos 138, 139 e 140 do Código Penal.
OAB RN notificada
A defesa de Max Almeida ainda vai representar contra o vereador Kekel no Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Norte,  para que a respeitada entidade apure as consequências para a categoria da conduta irresponsável do advogado e vereador.

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br