» » » Prefeito eleito cobra providências da Caern sobre falta de água em Macau

Macauense - A população de Macau novamente vem sendo penalizada com a falta de água. Na tarde desta terça-feira, 11, o prefeito eleito da cidade Túlio Lemos (PSD) esteve com o presidente da Caern, engenheiro Marcelo Toscano para pedir providências, no sentindo de apresentar uma solução para o problema que atinge indistintamente os mais de 31 mil habitantes de uma das principais cidades da região Salineira potiguar.

Segundo Túlio, ficou evidente no encontro com a direção da Caern que o caso de Macau não é isolado, tampouco diferente da situação de outros municípios abastecidos pela bacia do Rio Piranhas-Açu, devido ao baixo nível no Rio Açu Piranhas. Macau inclusive está incluída na lista das cidades que passa por rodízio de água.

Medidas
Ainda de acordo com o prefeito eleito, ficou acertado na reunião que a Caern mais uma vez vai mobilizar órgãos como a Agência Nacional de Águas - ANA, o Instituto de Gestão das Águas do Estado do RN – IGARN e o IDEMA, entre outros, no sentido de coibir o desvio de água no curso da adutora que abastece a cidade de Macau, para normalizar o mais rápido o nível do rio e conseqüentemente regularidade o abastecimento. 

Pipa
Como medida preventiva, o prefeito eleito Túlio Lemos já pediu a direção da Caern que analisasse a possibilidade de reforçar o abastecimento de água na cidade com carros pipas, caso a situação não se normalize nos próximos dias. “Se for necessário, teremos carros pipas nas comunidades e bairros”, disse.

“Já estamos trabalhando, estendendo a nossa mão ao irmão Macauense nesse momento de dificuldade. A partir de janeiro vamos poder colaborar muito mais nessa questão da falta de água que castiga Macau desde 2014, com uma seqüência de crises hídricas, onde quem paga o preço mais alto é o povo”, concluiu Túlio Lemos.

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br