» » » Justiça Eleitoral de olho em pesquisas tendenciosas que serão divulgadas

Macauense – As pesquisas eleitorais sempre causam frisson e fascínio,  como se fossem responsáveis pela  eleição de candidato A, B, C, D ou E. Na verdade, as pesquisas – sejam elas qualitativa ou quantitativas – nada mais é do que uma amostragem de um determinado percentual sondado e que reflete o momento em que são feitas.

Quando tem caráter científico, ai incluindo a metodologia aplicada, as pesquisas são importantes para dar um direcionamento às campanhas eleitorais por meio de uma leitura minuciosa.

Até ai tudo bem. O problema – segundo fonte –  é que muitos candidatos a prefeito  contratam as pesquisas com o objeto de manipular e induzir o eleitor de que quem está na frente é quem vai ganhar as eleições, não necessariamente.

É bom ressaltar – independente do candidato que encomende a pesquisa – que pesquisa não é eleição. Quem decide o pleito é o eleitor por meio do voto soberano (voto não se compra, se conquista).
Diante desses fatos é importante que a Justiça Eleitoral fique atenta – principalmente no município de Macau – sobre os resultados  de pesquisas registradas que deverão ser anunciados ao logo do processo eleitoral.

Ao ser  registrada a pesquisa eleitoral, os outros candidatos têm o direito de ter acesso aos dados completos. E se constatar que houve manipulação poderá recorrer à Justiça Eleitoral.

Fonte: CBN

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br