» » » Tumulto: Sessão da Câmara nesta terça foi encerrada com o coro “HÁ HÁ HU HU aprovaram o BUBU”

Macauense - A sessão da Câmara Municipal desta terça (17) vai ficar na história da cidade como a aprovação do endividamento irresponsável pela casa legislativa e pelo atual prefeito interino, da antecipação dos Royalties que só serve para pagar dívidas adquiridas com a união, é o que reza a lei federal para este tipo de empréstimo. 

Totalmente ao contrário do que o senhor prefeito reza em seu requerimento que o mesmo rejeitou de imediato quando assumiu o Palácio João Melo “dizendo que não seria irresponsável de comprometer as finanças do município ainda mais, já que a situação que havia encontrado nas finanças da prefeitura da cidade no momento em que assumiu, era de um estado muito caótico e deplorável.

Pois bem, passados seis meses de seu governo o prefeito interino volta atrás em sua decisão, e manda o projeto para Câmara para ser apreciado e votado novamente, desta vez sem nenhuma moralidade por parte dos vereadores da situação que fazem vistas grossas para a situação de endividamento em que a cidade se encontra e com uma antecipação dos Royalties tornará a situação financeira ainda mais difícil.

Os vereadores que votaram a favor da antecipação dos Royalties foram eles: Oscar Paulino, Gerusa Fonseca, Magali Marcelino, Francisco Dantas, Lampião e Ely Nobre, foram esses os vereadores que concordaram com a irresponsabilidade de comprometimento das finanças do Município.

Os vereadores que defenderam a não aprovação e votaram contra foram eles: Dércio Cabral e Andrew Leite e Fátima Jácome, que votaram contra o projeto, além do vereador Champirra que se absteve de votar por orientação jurídica da sua filha que é advogada, e o mesmo achou por bem não votar. Sendo aprovado por seis votos a favor, três votos contrários e uma abstenção.

Muito tumulto, e vaias na sessão para os nobres vereadores que votaram a favor, e que aprovaram o projeto de antecipação dos Royalties nesta tarde de terça feira na casa do povo. A sessão foi encerrada debaixo de um coro forte de protesto feito pelo povo que participaram da sessão na casa que dizia: HÁ HÁ HU HU APROVARAM O BUBU.

Fonte: Macauense    

Fonte: Macauense

Macauense

Macauense.com.br
«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe uma resposta

Macauense.com.br